Tribuna Expresso

Perfil

  • Alegadamente sem o saber, Paolo Guerrero bebeu um chá que continha cocaína, foi apanhado, a FIFA puniu-o com uma suspensão que cumpriu até maio, mas a Agência Mundial de Anti-Dopagem apresentou um recurso ao Tribunal Arbitral do Desporto, que prolongou o castigo. O capitão do Peru não poderá estar no Mundial e a Austrália, a França e a Dinamarca, que vão estar no mesmo grupo, pediram à FIFA que faça algo - só que, mesmo tendo pena, a entidade já não tem poder para reverter a situação

  • Uma vitória na Taça de Portugal na final frente ao Desportivo das Aves seria uma panaceia necessária para o Sporting se levantar após uma semana terrível. Mas o Sporting não se levantou: a derrota por 2-1 deixou adeptos e jogadores em lágrimas, perante um pesadelo demasiado real. Para a equipa da Vila das Aves (e para José Mota) é o primeiro troféu na prova. Há um par de semanas o Aves andava a tentar manter-se à tona da água, agora está qualificado para a Liga Europa

  • Há uma regra não escrita segundo a qual quem chegar aos troços de Fafe à frente do Rali de Portugal dificilmente perderá aqui a liderança. Assim foi uma vez mais este ano com a dupla Thierry Neuville/Nicholas Gilsoul em Hyundai

  • Aos 32 anos, Paulo Machado é um dos casos raros de sucesso do Bairro do Cerco, no Porto. Após 10 anos a jogar no estrangeiro, mantém o cerrado sotaque do norte e a paixão pelas raízes. mas confessa que só voltou ao futebol português por causa dos filhos. Tinha como sonho "ser mecânico", mas hoje disputa pelo Desportivo das Aves a final da Taça de Portugal, contra o Sporting (17h15, RTP1), e espera que a sua equipa consiga aproveitar a crise que o clube de Alvalade atravessa. Amante de carros e de sapatilhas, diz que nunca perdeu a cabeça (apesar de ter visto amigos a cair na droga), mercê de uma educação rígida de uma família que "só sabe fazer meninos"