Tribuna Expresso

Perfil

Atualidade

“Vai roubar para o c...”: Autoridades suspeitam que agressores do árbitro de futsal são do Sporting

Um grupo de três a quatro encapuzados agrediu o árbitro do jogo de futsal entre Sporting e Benfica, que ditou a derrota do clube de Alvalade. Um deles tinha um bastão e uma arma de fogo

Hugo Franco

Gualter Fatia

Partilhar

O árbitro Sérgio Magalhães foi agredido por três a quatro indivíduos encapuzados junto ao seu local de trabalho, no Porto. Um deles tinha um bastão e uma arma de fogo, de acordo com fonte policial.

O Expresso sabe que as autoridades suspeitam que os agressores são adeptos do Sporting. Enquanto batiam no árbitro de futsal, os suspeitos gritaram várias vezes: “Vai roubar para o c...”. Recorde-se que o clube de Alvalade perdeu por 9-6 num jogo realizado este domingo, e bastante contestado por dirigentes leoninos.

Até ao momento, as autoridades ainda não conhecem a identidade dos agressores. Já o árbitro foi imediatamente hospitalizado com alguns ferimentos, revela fonte policial.

Os ânimos estiveram exaltados na final do campeonato. Recorde-se que Miguel Albuquerque, responsável do futsal do Sporting, afirmou no final do jogo que um jogador do clube, Divanei, foi ter com o árbitro, e lhe disse: "Estás a ver a m... que fizeram?" A resposta do árbitro foi, na versão de Miguel Albuquerque: "Vai-te f... Boa sorte para o próximo jogo".

O Conselho de Arbitragem da FPF já reagiu em comunicado: "Este ato cobarde já foi relatado às autoridades policiais, a quem foi apresentada queixa. O Conselho de Arbitragem repudia este ato de violência e sublinha que o incitamento ao ódio, que continua a ser praticado repetidamente em Portugal, não pode ser dissociado deste tipo de incidentes. O Conselho de Arbitragem está a prestar todo o apoio ao árbitro Sérgio Magalhães num momento grave e inaceitável, que nenhum agente desportivo merece viver."