Tribuna Expresso

Perfil

Automobilismo

Sébastien Ogier intocável

O francês Sébastien Ogier continua a dominar o Tour de Corse e tem 46,5” de avanço sobre o seu mais direto perseguidor, o belga Thierry Neuville, quando faltam 64,20 km competitivos

Pedro Roriz

Nikos Mitsouras/Reuters

Partilhar

O segundo dia da prova corsa ficou marcado pelo despiste do inglês Kris Meeke (Citroen DS3 WRC) que, depois de ser o mais rápido nos 53,72 km da primeira especial do dia, saiu da estrada ao fim de 400 metros da segunda classificativa, quando tentava recuperar o tempo perdido na véspera com um furo.

Thierry Neuville (Hyundai i20 WRC),que tem sido, ao longo dos dois dias, o mais direto perseguidor de Sébastien Ogier (VW Polo R WRC) foi o mais rápido na derradeira prova de classificação (30,80 km) - ganhou 13,0” ao francês, que não foi além do sexto tempo, e reduziu o seu atraso para os 46,5”, com que vai partir para a derradeira etapa, diferença de tempo que deve permitir ao campeão do mundo garantir o triunfo.

Na luta pelo derradeiro lugar do pódio, entre os “VW boys”, o norueguês Andreas Mikkelsen suplantou o finlandês Jari-Matti Latvala, que tem de recuperar 33,3”, se quiser chegar ao terceiro posto.

De resto, a etapa não trouxe alterações entre os homens da frente, com o inglês Elfyn Evans (Ford Fiesta R5) a conservar o comando entre os C2, agora com 37,8” de avanço sobre o checo Jan Kopecky (Skoda Fabia R5), que promete continua a tentar chegar à vitória na categoria.

O Tour de Corse acaba amanhã com as duas derradeiras especiais, uma com 53,78 km, que é a mais extensa da prova, e a outra, a “Power Stage”, com 10,42 km, para a consagração dos vencedores acontecer em Porto Vecchio.