Tribuna Expresso

Perfil

Automobilismo

Rali Casinos do Algarve: José Pedro Fontes (Citroen DS3 R5) vence à vontade

Não teve história a vitória de José Pedro Fontes (Citroen DS3 R5) no Rali Casinos do Algarve, última prova do CNR (Campeonato Nacional de Ralis)

Pedro Roriz

José Pedro Fontes, num Citroëm DS3 R5

Jorge Cunha / AIFA

Partilhar

Dominador no dia de abertura, em que venceu quatro das cinco especiais, o campeão nacional, José Pedro Fontes, manteve a superioridade e foi o mais rápido em três das quatro classificativas de domingo, numa clara demonstração da justiça da vitória e da revalidação do título, assente em cinco triunfos nas oito provas que integravam o calendário.

A luta pelo segundo lugar, que devia animar o segundo dia da prova, acabou na segunda especial do dia (primeira passagem pela Foia), quando Pedro Meireles (Skoda Fabia R5) foi forçado a renunciar, com o rolamento da roda dianteira do lado direito gripada, o que deixou João Barros (Ford Fiesta R5) à vontade no lugar intermédio do pódio, à frente de Carlos Vieira (Citroen DS3 R5).

Quinto da geral, atrás de Miguel Barbosa (Skoda Fabia R5), que sobe ao pódio final no ano de estreia na disciplina, Diogo Gago (Peugeot 208 R2) assegurou a conquista do título entre os RC4, que era o único que se decidia nas estradas algarvias.

Classificação final – 1.º, José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroen DS3 R5), 1.17’37,7”; 2.º, João Barros/Jorge Henriques (Ford Fiesta R5), a 1’21,0”; 3.º, Carlos Vieira/Jorge Eduardo Carvalho (Citroen DS3 R5), a 1’45,6”; 4.º, Miguel Barbosa/Miguel Ramalho (Skoda Fabia R5), a 3’7,3”; 5.º, Diogo Gago/Hugo Magalhães (Peugeot 208 R2), a 4’53,2” (1.º RC4); 6.º, Ricardo Teodósio/José Teixeira Porsche 997 GT3), a 5’31,0” (1.º RGT); 7.º, Gil Antunes/Diogo Correia (Renault Clio R3T), a 6’46,2” (1.º RC3); 8.º, Márcio Marreiros/Rui Serra (Mitsubishi Lancer IX), a 6’59,5” (1.º RC2N); 9.º, Paulo Moreira/Marco Macedo (Peugeot 208 R2), a 12’23,0”; 10.º, Gonçalo Inácio/Paulo Fiúza (Citroen DS3 R1), a 16’57,9” (1.º do RC5). Classificaram-se mais seis equipas.

Classificação final, oficiosa, do CNR – 1.º, José Pedro Fontes; 179,25 pontos; 2.º, Pedro Meireles, 115; 3.º, Miguel Barbosa, 96,75; 4.º, João Barros, 74,75; 5.º, Miguel Campos, 71; 6.º, Carlos Vieira, 49,5; 7.º, Ricardo Moura, 43,75; 8.º, Elias Barros, 43; 9.º, Carlos Martins, 40,5; 10.º, Diogo Gago, 39