Tribuna Expresso

Perfil

Automobilismo

Dakar 2017: Portugueses brilham

Paulo Gonçalves a fez o segundo tempo, Joaquim Rodrigues, o 11.º e Mário Patrão o 12.º. Portugal é o único país a ter quatro pilotos no “top 20”

Pedro Roriz

Paulo Gonçalves foi segundo

DAVID FERNANDEZ/ EPA

Partilhar

Os “motards” portugueses brilharam na ligação entre Tupiza e Oruro, com Paulo Gonçalves (Honda) a fazer o segundo tempo, Joaquim Rodrigues (Hero Speedbrand), o 11.º e Mário Patrão (KTM) o 12.º.

Apesar do excelente resultado do dia e ter visto retirado ao seu tempo, os 12’ que esteve parado para socorrer o australiano Toby Price, Paulo Gonçalves desceu para 10.º em consequência de uma penalização, de 48’, por ter reabastecido em local proibido.

Sem essa penalização Paulo Gonçalves estaria no quarto lugar e a lutar pelo pódio, mas tal parece difícil de poder acontecer.

O mesmo sucedeu ao anterior comandante, o espanhol Joan Barreda Bort (Honda), que caiu para 12.º, “entalado” entre os portugueses Joaquim Rodrigues e Hélder Rodrigues (Yamaha), com Mário Patrão a fechar o lote dos 20 primeiros. Significa que Portugal é o único país a ter quatro pilotos no “top 20”.

Depois de, na véspera, tal como Paulo Gonçalves, ter perdido tempo, o inglês Sam Sunderland (KTM), graças a uma navegação sem erros, foi o mais rápido e ascendeu ao comando da prova, com 12 minutos de avanço sobre o chileno Pablo Quintanilla (Husqvarna).

Nos automóveis, o francês Sébastien Loeb (Peugeot 3008 DKR) foi o mais rápido, com o seu compatriota e companheiro de equipa Stéphane Peterhansel a recuperar o comando, agora com 1’09” de vantagem sobre o nove vezes campeão do mundo de ralis.

Outro francês, Cyril Despres, completa um pódio monopolizado pela marca do leão, com o espanhol Nani Roma (Toyota Hilux) a continuar na corrida pela vitória e assumir o papel de principal opositor, uma vez que o melhor dos Mini, o finlandês Mikko Hirvonen, está já a mais de 40’ do primeiro lugar.

Classificações - Sector Selectivo (447 km)

MOTOS
1.º, Sam Sunderland (KTM), 2.21’51”;
2.º, Paulo Gonçalves (Honda), a 7’07”;
3.º, Adrien Van Beveren (Yamaya), a 7’29”;
4.º, Juan Pedrero Garcia (Sherco), a 9’40”;
5.º, Franco Caimi (Honda), a 12’13”;
6.º, Gerard Farres Guell (KTM), a 15’07”;
7.º Pablo Quintanilla (Husqvarna), a 18’12”;
8.º, Cristian España Muñoz (KTM); a 21’32”;
9.º,Juan Carlos Salvatierra (KTM), a 23’44”;
10.º, Daniel Oliveiras Cabrera (KTM), a 24’29”;
11.º, Joaquim Rodrigues (Hero Speedbrand), a 26’45”;
12.º, Mário Patrão (KTM), a 27’33”;
…;
19.º, Hélder Rodrigues (Yamaha), a 32’43”;
…;
34.º, Gonçalo Reis (KTM), a 45’01”;
…;
43.º, Fernando Sousa (KTM), a 54’12”;
…;
49.º, Fausto Mota (Yamaha), a 1.04’12”;
50.º, Rui Oliveira (Yamaha), a 1.05’21”;
…;
58.º, Pedro Bianchi Prata (Honda), a 1.18’13”.

Classificaram-se mais 53 pilotos.

CARROS
1.º, Sébastien Loeb/Daniel Elena (Peugeot 308 DKR), 2.24’03”;
2.º, Nani Roma/Alex Haro (Toyota Hilux), a 44”;
3.º, Stéphane Peterhansel/Jean-Paul Cottret (Peugeot 3008 DKR), a 1’31” ;
4.º, Cyril Despres/David Castera (Peugeot 3008 DKR), a 10’33”;
5.º, Romain Dumas/Alain Guehennec (Peugeot 3008 DKR), a 11’55”;
6.º, Conrad Rautenbach/Robert Howie (Toyota Hilux), a 16’42”;
7.º, Eric Bernard/Alexandre Vigneau (Buggy), a 18’08”;
8.º, Orlando Terranova/Andreas Schulz (Mini JCW), a 21’51”;
9.º, Jakub Przygonski/Tom Colsoul (Toyota Hilux AWD), a 28’59”;
10.º, Giniel De Villers/Dirk Von Zitzewitz (Toyota Hilux), a 2951”;
…;
14.º, Boris Garafulic/Filipe Palmeiro (Mini JCW), a 41’59”;
...;
25.º, Stephan Schott/Paulo Fiúza (Mini JCW), a 1.04’41”.

Classificação - Geral

MOTOS
1.º, Sam Sunderland (KTM), 15.22’05”;
2.º Pablo Quintanilla (Husqvarna), a 12’00”;
3.º, Adrien Van Beveren (Yamaha), a 16’07”;
4.º, Gerard Farres Guell (KTM), a 20’57”;
5.º, Matthias Walkner (KTM), a 29’01”;
6.º, Xavier De Soultrait (Yamaha), a 36’06”;
7.º, Stefan Svitko (KTM), a 48’43”;
8.º, Pierre-Alexandre Renet (Husqvarna), a 54’45”;
9.º, Diego Martin Duplessis (KTM), a 1’04’55”;
10.º, Paulo Gonçalves (Honda), a 1.08’21;
11.º, Joaquim Rodrigues (Hero Speedbrand), a 1.10’21”;
...;
13.º, Hélder Rodrigues (Yamaha), a 1.23’38”;
…;
20.º, Mário Patrão (KTM), a 1.45’14”;
…;
29.º, Gonçalo Reis (KTM), a 2.35’43”;
…;
50.º, Rui Oliveira (Yamaha), a 4.17’33”;
51.º, Fausto Mota (Yamaha), a 4.18’26”;
…;
53.º, Fernando Sousa (KTM), a 4.20’22”;
...;
59.º, Pedro Bianchi Prata (Honda), a 5.03’09”.

Estão classificados mais 52 pilotos.

CARROS
1.º, Stéphane Peterhansel/Jean-Paul Cottret (Peugeot 3008 DKR), 14.02’58”;
2.º, Sébastien Loeb/Daniel Elena (Peugeot 308 DKR), a 1’09”;
3.º, Cyril Despres/David Castera (Peugeot 3008 DKR), a 4’54”;
4.º, Nani Roma/Alex Haro (Toyota Hilux), a 5’35”;
5.º, Mikko Hirvonen/Michel Perin (Mini JCW), a 42’21”;
6.º, Jakub Przygonski/Tom Colsoul (Toyota Hilux), a 59’55 ”;
7.º, Orlando Terranova/Andreas Schulz (Mini JCW), a 1.04’49”;
8.º, Giniel de Villiers/Dirk von Zitzewitz (Toyota, Hilux), a 1.’0811”;
9.º, Boris Garafulic/Filipe Palmeiro (Mini All4 Racing), a 1.57’40”;
10.º, Romain Dimas/Alain Guehennec (Peugeot 3008 DKR), a 2.22’17”;
...;
17.º, Stephan Schott/Paulo Fiúza (Mini All4 Racing), a 3.30’33”.

A etapa deste sábado

A ligação entre Ouruo e La Paz, a capital da Bolívia, fecha a primeira parte da prova, com o dia de amanhã a permitir a recuperação de homens e máquinas desgastados não só pela dureza da prova, mas também pela permanência em altitude.

O percurso tem um total de 786 km, dos quais 527 km contra-relógio, com passagem pelo Lago Titicaca e com as dunas a marcarem presença na fase inicial do SS.

E se os primeiros vão chegar à capital boliviana ainda com a luz do dia, muitos terão fazê-lo de luzes acesas, pelo que não surpreenderá se voltar a haver uma volta na classificação.