Tribuna Expresso

Perfil

Automobilismo

Mau tempo obriga a anular etapa do Dakar

Ligação enjtre Salta e Chilecito foi anulada devido a um deslizamento de terras provovado elo mau tempo que tem afetado o centro e norte da Argentina

Pedro Roriz

Franck Fife / Reuters

Partilhar

As condições atmosféricas na Argentina continuam a condicionar o normal desenvolvimento da edição 2017 do Rali Dakar e a última consequência foi a anulação da etapa desta quarta-feira hoje, entre Salta e Chilecito.

Na terça-feira, um deslocamento de terras que fez, inclusive, desaparecer a povoação de Volcan bloqueou a estrada, que conduzia a Salta, e a maior parte da caravana ficou impedida de seguir viagem. A organização da prova disponibilizou os seus meios de assistência para ajudar a socorrer as vitimas do desabamento e reforçar os meios postos ao serviço dos participantes no rali todo o terreno.

Houve assim que encontrar um itinerário alternativo para levar concorrentes, assistência. organização e toda a logística até Salta, onde a tardia hora de chegada fez com que se tornasse inviável a realização da etapa prevista para esta quinta-feira.

Assim, a caravana seguirá hoje em comboio até Chilecito, onde na quinta-feira recomeçará a competição, com o percurso de 751 quilómetros até San Juan, que integra um troço cronometrado de 449 quilómetros, com zonas “trialeiras” e muita navegação.

Neste momento lideram a prova Sam Sunderland (KTM), nas motos, e Sébastien Loeb/Daniel Elena (Peugeot 308 DKR), nos automóveis,

Quanto aos motards portugueses, nas motos Paulo Gonçalves (Honda) é 8.º, a 1h8m24s; Hélder Rodrigues (Yamaha) 16.º, a 2h2m45s; Mário Patrão (KTM) 21.º, a 2h22m35s; Gonçalo Reis (KTM) 29.º, a 3h38m42s; Rui Oliveira (Yamaha) 51.º, a 6h8m43s; Fausto Mota (Yamaha) 52.º, a 6h10m36s; Fernando Sousa (KTM) 53.º, a 6h11m56s; e Pedro Bianchi Prata (Honda) 54.º, a 6h15m50s.