Tribuna Expresso

Perfil

Automobilismo

Rali de Monte Carlo. E o vencedor é… Sébastien Ogier

O tetracampeão do mundo, o francês Sébastien Ogier (Ford Fiesta WRC), não podia ter começado de melhor maneira a defesa do título que ostenta

Pedro Roriz

Sébastian Ogier é o vencedor do Rali de Monte Carlo

Nikos Mitsouras/EPA

Partilhar

Uma vitória com um sabor muito especial, como Sébastien Ogier fez questão de referir: “ganhar na primeira prova com a M-Sport, com um mês de testes, é fantástico e penso que as condições em que a prova decorreu fez com que não fosse um fim de semana fácil, em particular por ter de abrir a estrada, nos dois primeiros dias”.

Mas o campeão do mundo não deixou de sublinhar a corrida de Thierry Neuville “que estava a fazer uma prova fabulosa”. “Tenho pena pelo que lhe sucedeu e tenho de reconhecer que tive sorte este fim de semana”, afirmou o piloto francês.

E se para Ogier o derradeiro dia foi apenas para cumprir o calendário - e vencer pela quinta vez, a quarta consecutiva, a prova monegasca e dar à Ford a 79.ª vitória mundial -, já para o seu colega de equipa, o estónio Ott Tanak (Ford Fiesta WRC), as coisas estiveram mais complicadas. A última etapa fê-lo perder o segundo lugar e impedir a “dobradinha” da marca da oval.

Tudo aconteceu na primeira especial do dia, a mais curta do rali (5,50 km), quando o motor do Fiesta ficou a trabalhar em dois cilindros, com a equipa a ter de resolver o problema, porque não havia assistência.

Como curiosidade, refira-se que a segunda passagem acabou por ser anulada, devido ao mau comportamento do público que estava mal posicionado.

Os primeiros quatro carros ainda arrancaram para a classificativa, mas a direção da prova decidiu anulá-la, deixando um aviso claro do que poderá suceder, nas mesmas circunstâncias, nas provas que se seguem.

Os problemas do Fiesta de Ott Tanak, que na véspera já tinha tido problemas com a caixa de velocidades, permitiu ao finlandês Jari-Matti Latvala (Toyota Yaris WRC) assinalar o regresso da marca japonesa com o segundo lugar. Latvala ficou à frente do estónio que conseguiu segurar o derradeiro lugar do pódio, logo seguido pelo espanhol Dani Sordo (Hyundai i20 Coupe WRC), que acabou por ser o melhor dos homens da marca sul-coreana.

O irlandês Craig Breen (Citroen DS3 WRC), quinto, foi o melhor da marca do “double chevron”, que viu o francês Stéphane Lefebvre (Citroen DS3) fazer o melhor tempo na primeira passagem pelo Turini, naquela que foi a primeira vitória da nova arma da marca francesa no “Mundial”.

De assinalar que o belga Thierry Neuville (Hyundai i20 Coupe WRC), que comandou a prova até à última classificativa de ontem, foi o mais rápido na “Power Stage”, a segunda passagem pelo Turini, e contabilizou os cinco pontos para o mais rápido. “Este fim-de-semana éramos os homens a bater e quero agradecer à equipa o carro que nos puseram nas mãos e que é muito prometedor”, afirmou o belga.

Confirmando a superioridade patenteada ao longo do rali, o norueguês Andreas Mikkelsen (Skoda Fabia R5) venceu entre os WRC2 à frente do checo Jan Kopecky (Skoda Fabia R5) em mais uma “dobradinha” da marca checa.

Nas restantes categorias, RC4, RGT e RC5, vitórias dos franceses Raphael Astier (Peugeot 208), Romain Dumas (Porsche) e Christophe Berard (Renault Twingo), respetivamente.

Classificação final

1.º, Sébastien Ogier/Julien Ingrassia (Ford Fiesta WRC), 4.00’03,6”; 2.º, Jari-Matti Latvala/Mikka Antilla (Toyota Yaris WRC), a 2’15,0”; 3.º, Ott Tanak/Martin Jarveoja (Ford Fiesta WRC), a 2’57,8”; 4.º, Dani Sordo/Marc Marti (Hyundia i20 Coupe WRC), a 3’35,8”; 5.º, Craig Breen/Scott Martin (Citroen DS3 WRC), a 3’47,8”; 6.º, Elfyn Evans/Daniel Barritt (Ford Fiesta), a 6’45,0”; 7.º, Andreas Mikkelsen/Anders Jaeger (Skoda Fabia R5), a 9’32,7” (1.º, RC2); 8.º, Jan Kopecky/Pavel Dresler (Skoda Fabia R5), a 12’58,1”; 9.º, Stéphane Lefebvre/Gabin Moreau (Citroen DS3 WRC), a 14’43,8”; 10.º, Bryan Bouffier/Denis Giraudet (Ford Fiesta R5), a 16’09,4”

Classificação dos “Mundiais”, depois da prova monegasca:

PILOTOS

1.º, Sébastien Ogier, 25 pontos; 2.º, Jari-Matti Latvala, 18; 3.º, Ott Tanak, 15; 4.º, Dani Sordo, 13; 5.º, Craig Breen, Elfyn Evans, 10; 7.º, Andreas Mikkelsen, Stéphane Lefebvre, 6; 9.º, Thierry Neuville, 5; 10.º, Jan Kopecky, 4; 11.º, Juho Hanninen, 3; 12.º, Bryan Bouffier, 1

MARCAS

1.º, Ford, 40; 2.º, Toyota, 18; 3.º, Hyundai, 12; 4.º, Citroen, 12

Próxima prova – Rali da Suécia de 9 a 12 de Fevereiro