Tribuna Expresso

Perfil

Automobilismo

MOTOGP da Argentina: Miguel Oliveira garante a 'pole'

O português continua a ter o melhor tempo da sua categoria, o mesmo que foi alcançado em 2015

Pedro Roriz

Noushad Thekkayil/EPA

Partilhar

Com 10 minutos finais alucinantes, Miguel Oliveira (KTM) garantiu a primeira “pole” em Moto2, que é, também, a primeira da marca austriaca.

O “motard” português esteve discreto, na fase inicial, procurando encontrar as afinações ideais para as condições de aderência, que iam mudando uma vez que o asfalto foi secando, o que levou a que nos últimos minutos todos tivessem optado por pneus “slicks”.

A partir daí, e quando faltavam menos de 10 minutos para o final da sessão, Miguel Oliveira “saltou” para o topo da tabela de tempos, após melhorar o seu tempo a cada passagem pela linha da meta.

No final, o português não escondeu que "estava receoso". "Hesitei no momento de montar os pneus de asfalto, mas depois consegui um bom ritmo e isso foi o mais importante", disse.

O italiano Franco Morbidelli (Kalex), que dominou no Qatar, onde arrancou da “pole” e venceu, passou pelas mesmas dúvidas do português, mas acabou por garantir um lugar na primeira linha, que fica completa com o espanhol Alex Marquez (Kalex).

A chuva, que começou a cair no final da qualificação de Moto3, manteve-se e foi com o asfalto molhado que decorreram as sessões de qualificação de MotoGP, com o espanhol Marc Marquez (Honda) a garantir a “pole, ao ser o único a chegar ao segundo “47”, o que lhe permitiu tornar-se no piloto com mais “poles” (66) em MotoGP, à frente do seu compatriota Jorge Lorenzo (65) e do italiano Valentino Rossi.

O checo Karel Abraham (Ducati) e o inglês Cal Crutchlow (Honda) completam a primeira linha, onde o checo está pela primeira vez, com o espanhol Maverick Viñales (Yamaha) a registar o sexto tempo, à frente do seu colega de equipa Valentino Rossi (Yamaha), que, no Qatar, saiu de 10.º e terminou no pódio, enquanto o espanhol Jorge Lorenzo (Ducati), que sente grandes dificuldades com estas condições de aderência, foi 16.º.

Em Moto3, a luta foi intensa e foram vários os pilotos que passaram pelo topo da tabela de tempos, até o inglês John McPhee registar o melhor tempo que não mais foi batido, tanto mais que nos últimos minutos a chuva fez a sua aparição o que impediu que as posições se alterassem.

O italiano Nicola Bulega (KTM) e o espanhol Jorge Martin (Honda), que largou da “pole” no Qatar, completam a primeira linha da grelha, enquanto o espanhol Joan Mir (Honda), vencedor da corrida inaugural, vai largar da 16.ª posição, numa grelha em que os 19 primeiros cabem num segundo.

De assinalar que o português Miguel Oliveira continua a ter o melhor tempo da categoria (1’48.461”) alcançado em 2015.

Grelhas de partida

MOTO2 – 1.ª linha:

Miguel Oliveira (KTM); 1’45,616”; Franco Morbidelli (Kalex), 1’45,715”; Alex Marquez (Kalex), 1’45,864”; 2.ª linha: Thomas Luthi (Kalex), 1’45,990”; Jesko Raffin (Kaelx), 1’46,053”; Mattia Pasini (Kalex), 1’46,114”; 3.ª linha: Sandro Cortese (Suter), 1’46,415”; Xavier Vierge (Tech 3), 1’46,173”; Xavier Simoen (Kalex), 1’46,197”. Alinham mais 23 pilotos

MOTOGP – 1.ª linha: Marc Marquez (Honda), 1’47,512”; Karel Abraham (Ducati), 1’48,275”; Cal Crutclow (Honda), 1’48,278”. 2.ª linha: Danilo Petrucci (Ducati), 1’48,908”; Dani Pedrosa (Honda), 1’49,008”; Maverick Viñales (Yamaha), 1’49,218”; 3.ª linha: Valentino Rossi (Yamaha), 1’49,272”; Aleix Espargaro (Aprilia), 1’49,323”; Loris Baz (Ducati), 1’49,360”. Alinham mais 14 pilotos

MOTO3 – 1.ª linha: John McPhee (Honda) 1’49,094”; Nicola Bulega (KTM), 1’49,248”; Jorge Martin (Honda), 1’49,323”; 2.ª linha: Aron Canet (Honda), 1’49,463”; Fabio Di Giannantonio (Honda), 1’49,486”; Romano Fenati (Honda), 1’49,493; 3.ª linha: Juanfran Guevara (KTM), 1’49,782”; Andrea Migno (KTM), 1’49,830”; Tatsuki Suzuki (Honda), 1’49,843. Alinham mais 22 pilotos.

Classificação dos “Mundiais”, antes da prova argentina:

PILOTOS

MOTO2 – 1.º, Franco Morbidelli (Kalex), 25 pontos; 2.º, Thomas Luthi (Kalex), 20; 3.º,Takaaki Nakagami (Kalex), 16”; 4.º, Miguel Oliveira (KTM) 13; 5.º, Alex Marquez, 11; 6.º, Luca Martini, 10; 7.º, Fabio Quartararo, 9; 8.º Lorenzo Baldassarri, 8; 9.º, Xavier Vierge, 7; 10.º, Axel Pons (Kalex), 6. Estão classificados mais cinco pilotos

MOTOGP – 1.º, Maverick Viñales, 25 pontos; 2.º, Andrea Dovizioso, 20; 3.º, Valentino Rossi, 16; 4.º, Marc Marquez (Honda), 13; 5.º, Dani Pedrosa (Honda), 11, 6.º, Aleix Espargaro, 10; 7.º, Scott Redding (Ducati), 9; 8.º, Jack Miller (Honda), 8; 9.º, Alex Rins (Suzuki), 7; 10.º, Jonas Folger, 6. Estão classificados mais cinco pilotos

MOTO3 – 1.º, Joan Mir, 25 pontos; 2.º, John McPhee, 20; 3.º, Jorge Martin, 16; 4.º, Aron Canet, 13; 5.º, Romano Fenati, 11; 6.º, Andrea Migno, 10; 7.º, Niccolo Antonelli, 9; 8.º, Fabio Di Gianmamtoni, 8; 9.º, Marcos Ramirez, 7; 10.º, Adam Norrodin, 6. Estão classificados mais cinco pilotos.

Marcas

MOTO2 – 1º, Kalex, 25 pontos; 2.º, KTM, 13; 3.º, Tech 3, 7; 4.º, Suter, 5

MOTOGP – 1.º, Yamaha, 25 pontos; 2.º, Ducati, 20; 3.º, Honda, 13; 4.º, Aprilia, 10; 5.º, Suzuki, 7

MOTO3 – 1.º, Honda, 25 pontos; 2.º KTM, 10

EQUIPAS – 1.º, Movistar Yamaha MotoGP, 41 pontos; 2.º, Ducati Team, 25; 3.º, Repsol Honda Team, 24; 4.º, Aprilia Racing Team Gresini, 10; 5.º, Octo Pramac Racing, 9; 6.º, EG 0,0 Marc VDS, 9; 7.º, Team Suzuki Ecstar, 7; 8.º, Reale Avintia Racing, 7; 9.º, Monster Yamaha Tech 3, 6, 10.º, Pull&Bear Aspar Team, 2

Partilhar