Tribuna Expresso

Perfil

Automobilismo

WTCC de Marraquexe: Tiago Monteiro no comando do “Mundial”

O português conseguiu controlar as tentativas de ataque no húngaro Nobert Michelisz

Pedro Roriz

Tiago Monteiro tem 40 anos e compete no WTCC

FADEL SENNA/GETTY

Partilhar

“Pole position”, sexto na primeira corrida e vitória na segunda, a 10.ª da sua carreira, colocam o português Tiago Monteiro (Honda Civic), no comando do WTCC, depois da jornada inaugural.

As duas corridas, que abriram o WTCC, tiveram como palco o circuito citadino de Marrakech e não tiveram grande história, uma vez que as ultrapassagens são muito difíceis.

Na primeira corrida, o holandês Tom Coronel (Chevrolet Cruze), que largou da “pole”, manteve o comando, até à 12.ª volta, altura em que falhou uma travagem e permitiu ao argentino Esteban Guerrieri (Chevrolet Cruze) assumir ascender ao comando e garantir o comando até final, com o suceo Thed Bjork (Volvo S60) e o marroquino Mehdi Bennani (Citroen C-Elysée) a completarem o pódio.

Por sua vez, Tiago Monteiro, que largou de 10.º, ganhou quatro lugares e teve o cuidado de não correr demasiados riscos, para não comprometer o seu desempenho na segunda corrida.

Nesta, o português limitou-se a comandá-la de fio a pavio e a controlar as tentativas de ataque no húngaro Nobert Michelisz (Honda Civic), autor tal como Tiago Monteiro, de um bom arranque, que lhe permitiu ascender ao segundo lugar, depois de ter partido da terceira posição.

O argentino Nestor Girolani (Volvo S60), que na partida, caiu para terceiro, depois de partilhar a primeira linha com Tiago Monteiro, completou o pódio.

No final, Tiago Monteiro não escondia que «não podia ter melhor começo, num traçado que nos é favorável, mas que veio confirmar a eficácia do trabalho que fizemos no inverno, mas vamos ter de continuar a trabalhar»

Classificações

Corrida de abertura – 1.º, Esteban Guerrieri (Chevrolet Cruze), 20 voltas (55,820 km), em 31’30,426” (125,6 km/h); 2.º, Thed Bjork (Volvo V60), a 0,654”; 3.º, Mehdi Bennani (Citroen C-Elysée), a 1,289”; 4.º, Nicky Catsburg (Volvo S60), a 1,921”; 5.º, Norbert Michelisz (Honda Civic), a 2,201”; 6.º, Tiago Monteiro (Honda Civic), a 2,803”; 7.º, Tom Chilton (Citroen C-Elysée), a 14,032”; 8.º, Tom Coronel (Chevrolet Cruze),a 1 20,390”, 9.º, Nestor Girolani (Volvo S60), a 20,858”; 10.º, Aurelien Panis, (Honda Civic), a 21,950”. Classificou-se mais um piloto.

Corrida principal – 1.º, Tiago Monteiro (Honda Civic), 23 voltas (64,193 km), em 34’00,997” (127,5 km); 2.º, Norbert Michelisz (Honda Civic), a 0,751”; 3.º, Nestor Girolani (Volvo S60), a 2,120”; 4.º, Mehdi Bennani (Citroen C-Elysée), a 2,847”; 5.º, Nicky Catsburg (Volvo S60), a 3,702”; 6.º, Tom Chilton (Citroen C-Elysée), a 4,519”; 7.º, Thed Bjork (Volvo V60), a 5,073”; 8.º, Tom Coronel (Chevrolet Cruze),a 6,363”; 9.º, Robert Huff (Citroen C-Elysée), a 7,678”; 10.º, Ryo Michigami (Honda Civic), a 12,197”

Próxima prova – Monza, dia 30 de Abril