Tribuna Expresso

Perfil

Automobilismo

Rali Casino de Espinho: Carlos Vieira estreia-se a vencer

Com esta vitória, a sua primeira no Campeonato Nacional, Carlos Vieira torna-se no quarto vencedor do ano, noutras tantas provas, juntando-se a Pedro Meireles (Fafe), José Pedro Fontes (Castelo Branco) e Bruno Magalhães (Açores).

Pedro Roriz

Partilhar

Carlos Vieira (Citroen DS3 R5) venceu em Espinho ao derrotar o campeão nacional por 4,0”, isto depois de ter sido batido por José Pedro Fontes (Citroen DS3 R5), por 2,6”, em Castelo Branco.

Com esta vitória, a sua primeira no Campeonato Nacional, Carlos Vieira torna-se no quarto vencedor do ano, noutras tantas provas, juntando-se a Pedro Meireles (Fafe), José Pedro Fontes (Castelo Branco) e Bruno Magalhães (Açores).

Uma vitória que confirma a evolução do piloto, cuja rapidez era inquestionável, mas que tinha dificuldade em controlar a sua ânsia de vencer, e a que não serão estranhos os conselhos dados por José Pedro Fontes, seu colega de equipa.

Foi intensa a luta travada entre os dois pilotos da marca francesa, depois de João Barros (Ford Fiesta R5), que completou o pódio, ter sido o primeiro comandante, em consequência da vitória na Super Especial de Santa Maria da Feira que abriu a prova do Targa.

Hoje, Carlos Vieira, que, ontem, tinha sido batido pela diferença mínima (0,1”), “saltou” para o comando na primeira especial do dia, ganha por José Pedro Fontes, mas venceu as três seguintes e chegou ao final da secção matinal com um avanço de 7,6” sobre o seu mais directo perseguidor.

Da parte da tarde, na segunda passagem pelas quatro especiais do dia, José Pedro Fontes “atacou”, foi o mais rápido em todas elas, mas só conseguiu ganhar 3,6” (0,8”, 1,3”, 0,5” e 1,0”) ao vencedor que soube resistir à pressão e assegurar o triunfo que já podia ter sido seu em Castelo Branco.

As restantes posições mantiveram-se praticamente estáveis, com João Barros a ser terceiro, desde a primeira classificativa do dia, à frente de Pedro Meireles (Skoda Fabia R5), Miguel Barbosa (Skoda Fabia R5) e Joaquim Alves (Ford Fiesta R5), que foram, sempre, os seis mais rápidos até ao abandono de Pedro Meireles, na sétima especial, o que permitiu aos seus perseguidores subirem um lugar.

Penalizado em dois minutos, por ter cometido um erro de percurso na Super Especial, Ricardo Teodósio (Mitsubishi Lancer X) viu-se relegado para a última posição e recuperou até ao oitavo posto mas ficou a 17,7” de Carlos Martins (Mitsubishi Lancer X), que triunfou entre os RC2N.

Paulo Neto (Citroen DS3 R3T Max), nono da geral, venceu entre os que tripulam carros de duas rodas motrizes, impondo-se a Gil Antunes (Renault Clio R3T) e Daniel Nunes (Peugeot 208 R2), que completaram o respectivo pódio.

Segue-se o Vodafone Rali de Portugal, que regressa ao calendário do Campeonato Nacional depois de dois anos de ausência.

Classificação final:

1.º, Carlos Vieira/Jorge Eduardo Carvalho (Citroen DS3 R5), 1.01’41,0”; 2.º, José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroen DS3 R5), a 4,0”; 3.º, João Barros/Jorge Henriques (Ford Fiesta R5), a 55,9”; 4.º, Miguel Barbosa/Miguel Ramalho (Skoda Fabia R5), a 2’17,2”; 5.º, Joaquim Alves/Luís Ramalho (Ford Fiesta R5), a 2’28,9”; 6.º, Elias Barros/Paulo Babo (Ford Fiesta R5), a 3’56,8”; 7.º, Carlos Martins/Daniel Amaral (Mitsubishi Lancer X), a 5’03,6” (1.º RC2N); 8.º, Ricardo Teodósio/José Teixeira (Mitsubishi Lancer X), a 5’17,2”; 9.º, Paulo Neto/Vítor Hugo (Citroen DS3 R3T Max), a 5’34,7” (1.º RC3); 10.º, Gil Antunes/Diogo Correia (Renault Clio R3T), a 6’09,0. Estão classificadas mais 12 equipas.

Classificação, oficiosa do Campeonato Nacional de Ralis, depois do Rali Casino de Espinho:

1.º, José Pedro Fontes, 70,36 pontos; 2.º, João Barros, 69,41 pontos; 3.º, Carlos Vieira, 62,85; 4.º, Miguel Barbosa, 48,31; 5.º, Pedro Meireles, 47,05; 6.º, Ricardo Teodósio, 30; 7.º, Bruno Magalhães, 27,48; 8.º, Joaquim Alves, 20. 9.º, Carlos Martins, 18; 8.º, Paulo Meireles, 14.º, 10.º, Pedro Antunes, 11; Estão classificados mais 22 pilotos.

Próxima prova – Vodafone Rali de Portugal, organizado pelo Automóvel Clube de Portugal, de 18 a 21 de Maio