Tribuna Expresso

Perfil

Automobilismo

Fórmula 1. Lewis Hamilton bate Sebastian Vettel no GP de Espanha

Após uma das corridas mais emotivas dos últimos tempos, o inglês Lewis Hamilton (Mercedes) bateu o alemão Sebastian Vettel (Ferrari) no Grande Prémio de Espanha de Fórmula 1. O alemão mantém-se porém no comando do campeonato, agora com seis pontos Hamilton

Pedro Roriz

Partilhar

Surpreendido no arranque pelo seu adversário, o inglês ascendeu ao comando quando o alemão parou para trocar de pneus, para regressar à pista atrás do finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) que, naturalmente, dificultou o trabalho do seu opositor, o qual regressaria ao primeiro lugar quando o inglês procedeu a idêntica operação.

Um incidente entre o canadiano Stoffel Vandoorne (McLaren/Honda) e o brasileiro Felipe Massa (Williams/Renault) levou ao aparecimento do “Safety Car” virtual e o inglês foi de imediato chamado às “boxes" para trocar de pneus. Hamilton fê-lo mais tarde, protagonizando com Vettel momentos de grande emoção e acabando por conseguir regressar ao comando, que manteve até final, alcançando a segunda vitória do ano, 55.ª da carreira.

O australiano Daniel Ricciardo (Red Bull/TAG Heuer) completou o pódio, ao tirar partido do “toque”, logo na primeira volta, entre o holandês Max Verstappen (Red Bull/TAG Heuer) e o finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari), que abandonaram de imediato, e depois de se impor a Valtteri Bottas.

Nos lugares imediatos classificaram-se o mexicano Sergio Perez (Force India/Mercedes) e o francês Esteban Ocon (Force India/Mercedes), que voltaram a terminar nos lugares pontuáveis e fazem com que a equipa veja cada vez mais reforçada a quarta posição no “Mundial” de Construtores

O alemão Nico Hulkenberg (Renault) foi sexto, à frente do seu compatriota Pascal Wehrlain (Sauber/Ferrari), que marcou os primeiros pontos do ano, o que faz com que a McLaren seja a única equipa que ainda não pontuou.

O espanhol Carlos Sainz (Toro Rosso/Renault), o russo Daniil Kvyat (Toro Rosso/Renault) e o francês Romain Grosjean (Haas/Ferrari) fecharam o lote dos que terminaram nos pontos, sendo de assinalar o facto de os dois Toro Rosso terem pontuado.

Classificação:
1.º, Lewis Hamilton (Mercedes W08/Mercedes), 66 voltas (307,104 km), em 1.35’56,497” (192,056 km/h)
2.º, Sebastian Vettel (Ferrari SF70-H/Ferrari), a 3,490"
3.º, Daniel Ricciardo (Red Bull RB13/TAG Heuer), a 1’12,330”
4.º, Sergio Perez (Force India VJM10/Mercedes), a 1 volta
5.º, Esteban Ocon (Force India VJM10/Mercedes), a 1 volta
6.º, Nico Hulkenberg (Renault RS17/Renault), a 1volta
7.º, Pascal Wehrlein (Sauber C36/Ferrari), a 1 volta
8.º, Carlos Sainz (Toro Rosso STR12/Renault), a 1 volta
9.º, Daniil Kvyat (Toro Rosso STR12/Renault), a 1 volta
10.º, Romain Grosjean (Haas VF-17/Ferrari), a 1 volta
11.º, Marcus Ericsson (Sauber C36/Ferrrari), a 2 voltas
12.º, Fernando Alonso (McLaren MCL32/Honda), a 2 voltas
13.º, Felipe Massa (Williams FW40/Mercedes), a 2 voltas
14.º, Kevin Magnussen (Haas VF17-Ferrari), a 2 voltas
15.º, Jolyon Palmer (Renault RS17/Renault), a 2 voltas
16.º, Lance Stroll (Williams FW40/Mercedes), a 2 voltas

Classificações dos “Mundiais”, depois da prova espanhola:

PILOTOS
1.º, Sebastian Vettel, 104 pontos
2.º, Lewis Hamilton, 98
3.º, Valtteri Bottas, 63
4.º, Kimi Raikkonen, 49
5.º, Daniel Ricciardo, 37
6.º, Max Verstappen, 35
7.º, Sergio Perez, 34
8.º, Esteban Ocon, 19
9.º, Felipe Massa, 18
10.º, Carlos Sainz, 17

EQUIPAS – 1.º, Mercedes AMG Petronas F1 Team, 161 pontos; 2.º, Scuderia Ferrari, 153; 3.º, Red Bull Racing, 72; 4.º, Sahara Force India F1 Team, 53; 5.º, Scuderia Toro Rosso, 21; 6.º, Williams Martini Racing, 18; 7.º, Renault Sport F1 Team, 14; 8.º, Haas, F1 Team, 9; 9.º, Sauber F1 Team, 4.

A próxima prova é o Grande Prémio do Mónaco, que se realiza no dia 28 de maio, no Circuito citadino de Monte Carlo