Tribuna Expresso

Perfil

Automobilismo

Trio de candidatos no Rali Vidreiro/Centro de Portugal

Um dos motivos de interesse da prova do Clube Automóvel da Marinha Grande é o duelo entre os Porsche 997 GT3 dos veteranos Vítor Pascoal e Adruzilo Lopes, cuja passagem pelos troços irá seguramente atrair as atenções

Pedro Roriz

Pedro Meireles lidera o Campeonato Nacional de Ralis

DR

Partilhar

Depois do Rali de Portugal, o Campeonato Nacional volta à ação este fim de semana com o Rali Vidreiro/Centro de Portugal, terceira prova em asfalto da temporada.

Num ano em que as cinco provas efetuadas tiveram outros tantos vencedores –Pedro Meireles (Fafe), José Pedro Fontes (Castelo Branco), Bruno Magalhães (Açores), Carlos Vieira (Espinho) e Miguel Campos (Rali de Portugal) – é grande a expectativa para ver se Meireles (Skoda Fabia R5) ou Vieira (Citroen DS3 R5), os únicos do quinteto vencedor que estarão presentes, conseguem a segunda vitória do ano, ou se João Barros (Ford Fiesta R5), que soma quatro terceiros lugares, consegue engrossar a lista dos ganhardores.

Com as ausências de José Pedro Fontes, a recuperar do acidente sofrido no Rali de Portugal, de Bruno Magalhães, apostado em defender o comando do Europeu, que ocupa desde a prova de abertura (Rali dos Açores), e de Miguel Campos, que não pontua para o campeonato e só deve voltar na Madeira, à lista de potenciais triunfadores deste rali poderá acrescentar-se ainda Miguel Barbosa (Skoda Fabia R5). Se tal acontecer será uma surpresa e também uma estreia do piloto, colecionador de títulos no TT mas ainda sem nehuma vitória numa prova do Nacional de Ralis.

À partida, o favoritismo vai para o piloto do Citroen, que tem mostrado um maior à vontade nas provas de asfalto e esteve muito perto de triunfar em Castelo Branco. Mas uma surpresa não é de excluir, já que Pedro Meireles chega à Marinha Grande no comando do campeonato e João Barros quer regressar ao lugar mais alto do pódio, que não ocupa desde o Rali de Castelo Branco do ano passado.

Um dos motivos de interesse da prova do Clube Automóvel da Marinha Grande é o duelo entre os Porsche 997 GT3 dos veteranos Vítor Pascoal e Adruzilo Lopes, este de regresso à estrada, depois de ter estado ausente em Espinho, o que deixou o seu adversário sem opositor. A passagem dos carros irá seguramente atrair as atenções.

O rali divide-se por dois dias, sexta-feira e sábado, com os concorrentes a cumprirem, esta sexta-feira, uma dupla passagem pela clássica classificativa do Farol (18,16 km – 17h e 19h10), que decorre nas estradas do pinhal de Leiria, e a Superespecial da Marinha Grande (1,50 km – 21h), que constitui, sempre, um inegável sucesso público.

No sábado, a prova ruma a norte, ao concelho de Pombal, e às novas especiais de Fago/Mata Mourisca (13,43 km – 10h e 14h) e Assanhas da Paz (11,98 km – 10h40 e 14h40), para as secções terminarem com a passagem por outro troço clássico: São Pedro (15,00 km – 12h e 16h).

A derradeira novidade da prova vidreira reside no facto de a distribuição de prémios ser feita na praça central de São Pedro de Moel.

Partilhar