Tribuna Expresso

Perfil

Automobilismo

Rali da Polónia: Thierry Neuville na frente

A etapa que teve oito especiais e quatro mudanças de comandante

Pedro Roriz

Partilhar

O belga Thierry Neuville (Hyundai i20 Coupé WRC) terminou o segundo dia do Rali da Polónia na frente, uma etapa que teve oito especiais e quatro mudanças de comandante.

O dia começou com o inglês Elfyn Evans (Ford Fiesta WRC) no comando, por ter sido o mais rápido na Super Especial de abertura, efetuada ontem, mas já esta sexta-feira, logo na classificativa de abertura, o belga passou para a frente, depois de ter sido o mais rápido nessa prova de classificação.

Só que, logo a seguir, o finlandês Jari-Matti Latvala (Toyota Yaris WRC) “saltou” para o comando e terminou a primeira volta pelas quatro especiais do dia na frente, com 4,5” de avanço sobre Thierry Neuville.

A segunda passagem pelos quatro troços do dia começou com a anulação do primeiro, em consequência do excesso de público e da sua má colocação, com o piloto da Toyota a conservar o comando após aquela que seria a primeira classificativa da tarde.

O estónio Ott Tanak (Ford Fiesta WRC), vencedor em Itália, foi o quarto comandante da prova, em sete especiais efetuadas, mas o piloto do Hyundai regressaria ao comando logo de seguida, posição que manteve na segunda passagem pela Super Especial de Mikolajki Arena, curiosamente, ganha pelo inglês Eflyn Evans, que repetiu aquilo que havia feito na véspera e que lhe permitira ser o primeiro comandante da prova.

A chuva que não tem cessado de cair tornou os pisos muito escorregadios e tornou mais difícil a tarefa dos pilotos, com o finlandês Esapekka Lappi (Toyota Yaris WRC) a dar um “toque” e a perder uma roda, enquanto do lado da Citroen, o norueguês Andreas Mikkelsen e o francês Stéphane Lefebvre deram toques”, com o norueguês a alterar a afinação do carro e o francês a ser o melhor dos homens da marca francesa, enquanto o inglês Craig Breen ficou sem tracção traseira da parte da manhã, com todas estas circunstâncias a fazerem a marca francesa ter, para já, uma presença discreta na prova polaca.

Por sua vez, o norueguês Olé Christian Veiby (Skoda Fabia R5) comanda entre os RC2, impondo-se ao sueco Pontus Tidemand (Skoda Fabia R5), que tem dominado a categoria.

A etapa de sábado

Sábado, os concorrentes voltam a cumprir uma dupla passagem por quatro especiais, uma com 21,24 km, que é a mais extensa da prova, e, tal como esta sexta-feira, terminam o dia com a terceira passagem pela Super Especial de Mikolajki Arena.

Classificação geral, após a 2.ª etapa

1.º, Thierry Neuville/Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupé WRC), 56’21,2”;
2.º, Ott Tanak/Martin Jarveoja (Ford Fiesta WRC), a 1,3”;
3.º, Jari-Matti Latvala/Mikka Antilla (Toyota Yaris WRC), a 6,6”;
4.º, Sébastien Ogier/Julian Ingrassia (Ford Fiesta WRC), a 35,1”;
5.º, Hayden Paddon/Sebastian Marshall (Hyundia i20 Coupé WRC), a 39,6”;
6.º, Dani Sordo/Marc Marti (Hyundai i20 Coupé WRC), a 51,7”;
7.º, Teemu Suninen/Mikko Markkula (Ford Fiesta WRC), a 1’11,0”;
8.º, Juho Hanninen/Kaj Lindstrom (Toyota Yaris WRC), a 1’28,9”;
9.º, Stéphane Lefebvre/Gabin Moreau (Citroen C3 WRC), a 1’37,0”;
10.º, Mads Ostberg/Ola Floene (Ford Fiesta WRC), a 1’42,7”;
…;
13.º, Ole Christian Veiby/Stig Rune Skjaermien (Skoda Fabia R5), a 4’20,5” (1.º RC2)