Tribuna Expresso

Perfil

Automobilismo

Rali da Polónia: Duelo intenso entre Thierry Neuville e Ott Tanak

O belga Thierry Neuville (Hyundai i20 Coupé WRC) e o estónio Ott Tanak (Ford Fiesta WRC) travaram um intenso duelo, ao longo do dia de hoje, nas estradas de terra da Polónia e têm, amanhã, quatro especiais para decidir quem vence a prova.

Pedro Roriz

Partilhar

Os dois pilotos têm protagonizado um duelo intenso, com constantes mudanças de comandante, com o belga a partir, para o derradeiro dia, com 3,1” de vantagem, o que nada significa, quando há 59,66 km para percorrer, contra-o-relógio.
Thierry Neuville partiu na frente e regressou ao local de partida no comando, posição que perdeu por duas vezes, mas que conseguiu recuperar, restando saber o que vai acontecer amanhã.
O finlandês jari-Matti Latvala (Toyota Yaris WRC), que estava na luta pela vitória, foi forçado a renunciar, a meio da tarde, quando era terceiro, em consequência de um problema mecânico, e deixou o terceiro lugar nas mãos do neo-zelandês Hayden Paddon (Hyundai i20 Coupé WRC), que parece afastado da luta pela vitória, mas que poderá vir “a colher as castanhas do lume”, caso algum dos dois primeiros erre.

O campeão do mundo, o francês Sébastien Ogier (Ford Fiesta WRC), está a fazer uma prova discreta, sendo quarto, a mais de um minuto do derradeiro lugar do pódio, depois de, esta manhã, ter batido numa pedra, o que provocou estragos do lado esquerdo do carro e obrigou a equipa a reparar os maiores danos.
Para minorar as percas pontuais, em relação a Thierry Neuville, que é o seu mais directo perseguidor em termos de campeonato, o francês deverá apostar forte na vitória na “Power Stage”, para a arrecadar os cinco pontos suplementares.

De assinalar que o inglês Elfyn Evans (Ford Fiesta WRC) venceu a terceira passagem pela Super Especial, revelando-se imbatível sempre que a caravana passou pela Mikolajki Arena, palco das três Super Especiais que integravam o trajecto da prova.
O norueguês Olé Christian Veiby (Skoda Fabia R5) manteve a superioridade entre os RC2 e tem já mais de um minuto de avanço sobre o sueco Pontus Tidemand (Skoda Fabia R5), que tem sido o seu mais directo perseguidor.

A etapa de amanhã

O Rali da Polónia fecha com uma dupla passagem pelas duas últimas especiais, com a derradeira, com 18,68 km, a funcionar como “Power Stage”.

Classificação geral, após a 3.ª etapa – 1.º, Thierry Neuville/Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupé WRC), 2.10’26,3”; 2.º, Ott Tanak/Martin Jarveoja (Ford Fiesta WRC), a 3,1”; 3.º, Hayden Paddon/Sebastian Marshall (Hyundia i20 Coupé WRC), a 25,5”; 4.º, Sébastien Ogier/Julian Ingrassia (Ford Fiesta WRC), a 1’32,0”; 5.º, Dani Sordo/Marc Marti (Hyundai i20 Coupé WRC), a 1’43,8”; 6.º, Teemu Suninen/Mikko Markkula (Ford Fiesta WRC), a 2’06,2”; 7.º, Stéphane Lefebvre/Gabin Moreau (Citroen C3 WRC), a 2’20,3”; 8.º, Mads Ostberg/Ola Floene (Ford Fiesta WRC), a 2’45,8”; 9.º, Elfyn Evans/Daniel Barritt (Ford Fiesta WRC), a 3’23,1”; 10.º, Andreas Mikkelsen/Anders Jaeger (Citroen C3 WRC), a 3’34,6”; ...; 12.º, Ole Christian Veiby/Stig Rune Skjaermien (Skoda Fabia R5), a 9’46,1” (1.º RC2)