Tribuna Expresso

Perfil

Automobilismo

Todo-o-Terreno: Ricardo Porém mais perto do título

Ao garantir a vitória na Baja TT Idanha-a-Nova, Ricardo Porém (Ford Ranger) ficou mais perto do título, quando faltam duas provas para terminar a temporada.

Pedro Roriz

Partilhar

Mais rápido no prólogo, Ricardo Porém, piloto do Ford Ranger, perdeu mais de três minutos para João Ramos (Toyota Hilux), que tinha sido batido no prólogo por dois segundos, em consequência de um furo e do tempo perdido para mudar a roda.

Como consequência, o piloto da marca japonesa terminou os 141,80 km do primeiro sector seletivo, com 3’09” de avanço sobre o futuro vencedor.

E se no sector seletivo matinal foi Ricardo Porém a perder tempo, da parte da tarde a transmissão do Toyota cedeu e João Ramos foi forçado a abandonar, o que torna muito difícil uma eventual conquista do ceptro.

Por sua vez, Alejandro Martins (Toyota Hilux), vencedor da anterior prova da Escuderia de Castelo Branco e que era segundo do campeonato, a 11 pontos de Ricardo Porém, teve de enfrentar problemas elétricos, no sector seletivo da manhã, com a demora na sua resolução a fazê-lo exceder o tempo concedido para cumprir os 141,80 km, pelo que já não arrancou para o segundo sector selectivo.

Com os problemas de João Ramos, que já tinha visto a sua vantagem descer para 1’42”, no primeiro CP do primeiro SS, e de Alejandro Marques, Paulo Rui Ferreira (Toyota Hilux) e Alexandre Franco (Toyota Hilux) completaram o pódio, separados por 24”, com o segundo a ascender ao segundo lugar do campeonato, a 24 pontos de Ricardo Porém.

Rui Sousa (Isuzu D-Max) triunfou entre os T2 ao impor-se a César Sequeira (Isuzu D-Max), por 6’27”, com a diferença a só crescer na fase final da prova, e Hugo Raposo (Nissan Pathfinder), que fechou o “top ten”, triunfou entre os T8.

Classificação final:

1.º, Ricardo Porém/Hugo Magalhães (Ford Ranger), 4.32’47”; 2.º, Paulo Rui Ferreira/Jorge Monteiro (Toyota Hilux), a 10’35”; 3.º, Alexandre Franco/Rui Franco (BMW EvoX1), a 10’59”; 4.º, Luís Recuenco/Manuel Navarro (Toyota Hilux Overdrive), a 16’30”; 5.º, Lino Carapeta/Rui António (Range Rover Evoque Proto), a 28’03”; 6.º, Luís Dias/Mário Feio (Nissan), a 48’20”; 7.º, Rui Sousa/Carlos Silva (Isuzu D-Max), a 48’28” (1.º T2); 8.º, César Sequeira/Filipe Sequeira (Isuzu D-Max), a 54’55”; 9.º, José Mendes/Álvaro Silva (Mitsubishi Pajero), a 57’35”; 10.º, Hugo Raposo/João Santos (Nissan Pathfinder), a 1.20’07” (1.º T8). Classificaram-se mais cinco equipas.