Tribuna Expresso

Perfil

Diogo Pombo

Diogo Pombo

Jornalista

Começou longe do desporto, no Sol e no I, até ajudar a fundar o Observador, onde o deixaram entrar a pés juntos nestes campos. Está sempre de olho no futebol e em tudo o que tem uma bola à mistura, para escrever sobre isso. Quando não pode, tenta estar a jogar qualquer coisa. Ou ver outros a fazerem história, jogando, como no Europeu de 2016, quando andou por França atrás da seleção. Pouco depois, chegou ao Expresso.

  • Luís Filipe, sobre JJ: “Como se costuma dizer, burro velho não aprende línguas”

    Entrevistas Tribuna

    O Marítimo joga este sábado (18h15, Sport TV1) com o Sporting e lembrámo-nos de quem, há 12 anos, esteve na maior vitória de sempre dos madeirenses frente aos leões. Luís Filipe diz que não é fácil jogar na Madeira, “por causa da humidade”, como também não o é ser treinado por Jorge Jesus: “A própria forma dele trabalhar, que é intensa, acaba por saturar. Porque os campeonatos são longos e esta exigência dele, sempre, faz com que os jogadores fiquem fatigados psicologicamente”. Hoje, com 37 anos, dedica-se a uma quinta de framboesas no Algarve

  • Agora sim, há blackout: o Sporting não cumpriu regulamento da FPF

    Sporting

    A 13 de janeiro, quando anunciou que ninguém da equipa principal de futebol realizaria “qualquer atividade Media”, o Sporting informou tal não se aplicaria no caso de estar “regulamentarmente estipulado” alguém ter de falar. Como estava Raúl José aparecer na flash interview no final do Chaves-Sporting, segundo o que se lê no regulamento da FPF. Mas não apareceu

  • Sporting: We always have Chaves

    Futebol nacional

    Pelo segundo jogo em três dias, o Sporting não foi melhor que o Desportivo de Chaves. Voltou a sofrer um golo aos 88 minutos, perdeu (1-0) e foi eliminado da Taça de Portugal na terra onde, em 16 jogos oficiais, apenas venceu três. Estamos a meio de janeiro e, ao Sporting, resta apenas o campeonato

  • Inês Henriques: “Já estava num estado em que podia cair para o lado a qualquer momento”

    Entrevistas Tribuna

    Há meses que só pensava em ser dona do recorde do mundo que conseguiu, no domingo, por Porto de Mós, Leiria. Inês Henriques, aos 36 anos, tornou-se na mulher mais rápida do planeta a marchar durante 50 quilómetros. Diz que isto sempre lhe foi natural, porque vem de Rio Maior, o “sítio onde nasceu a marcha” em Portugal, e queixa-se que não há mais miúdos a marchar por culpa do telemóveis e dos computadores. De riso fácil, acordou a sentir-se bem depois de mal se aguentar em pé no final da prova

  • Sporting: isto aqui não é um blackout

    Sporting

    Menos de uma hora após enviar o primeiro comunicado, a informar que ia entrar em blackout, o Sporting enviou outro, a dizer que isto “não configura qualquer espécie de blackout”. Só faltou explicar porquê

  • Yannick Djaló: “Acabava o treino, pegava no carro, ia tomar banho a casa e punha o equipamento a lavar”

    Entrevistas Tribuna

    Passou uma época numa equipa do interior da Tailândia, onde teve medo de andar de moto, lavou o próprio equipamento, jogou nos treinos com o presidente do clube (dois anos mais velho que ele), que “dá uns toques” e agradeceu, no final dos jogos, às claques adversárias. Há quase um ano, Yannick Djaló, hoje com 30, estava a ir para a Tailândia. Encontrámo-nos com ele, sorridente e bem-disposto, em Lisboa