Tribuna Expresso

Perfil

Diogo Pombo

Diogo Pombo

Jornalista

Começou longe do desporto, no Sol e no I, até ajudar a fundar o Observador, onde o deixaram entrar a pés juntos nestes campos. Está sempre de olho no futebol e em tudo o que tem uma bola à mistura, para escrever sobre isso. Quando não pode, tenta estar a jogar qualquer coisa. Ou ver outros a fazerem história, jogando, como no Europeu de 2016, quando andou por França atrás da seleção. Pouco depois, chegou ao Expresso.

  • Adeus, homem que correu contra uma chita (e um avião) e que leva com ele o recorde de ensaios em Mundiais

    Râguebi

    Sentiu o momento a chegar e "convidou-o para um copo". Foi assim que Bryan Habana, aos 34 anos, anunciou a retirada do râguebi, bem-disposto, humilde e com piada, tal como se comportou nos campos onde foi um dos pontas mais rápidos de sempre e conseguiu acabar como o jogador que mais ensaios (15) marcou em Campeonatos do Mundo de râguebi, apesar de os pais terem pensado no Manchester United e em futebolistas que lá jogavam quando ele nasceu

  • Chegou aquela altura do ano em que o monstro acorda

    Ténis

    O ténis entrou na temporada em que os campos ficam laranjas e o calçado dos tenista sujo com pó de tijolo. O que é um sinónimo para a fase da época em que Rafael Nadal parece cair no seu caldeirão de poção mágica para ninguém ser capaz de competir com ele. O espanhol venceu em Monte Carlo pela 11ª vez na carreira, sem perder um set, já é o tenista com mais torneios do Masters 1000 da história e as atenções, agora, viram-se para o sítio do costume: Roland Garros

  • Ainda não há campeão em Itália, mas já houve festa, foguetes e fogo de artifício em Nápoles

    Futebol internacional

    O Nápoles venceu a Série A pela última vez há 28 anos, num tempo em que ainda vivia a fábula de Diego Armando Maradona. Esta época está tão perto quanto alguma vez esteve, desde então, de voltar a ser campeão de Itália, sobretudo depois da vitória deste domingo, contra a Juventus, que deixou a equipa a um ponto do rival de Turim. E as gentes da cidade festejaram assim

  • Insultos e ameaças de morte em Miami levam Caroline a pensar em boicote

    Ténis

    Caroline Wozniacki foi eliminada há coisa de um mês,na segunda ronda do Masters de Miami e queixou-se da forma como o público ameaçou a tenista e a sua família, mas a organização disse que nada viu ou ouviu. Portanto, a número dois do ranking está a ponderar boicotar o torneio até que a postura de quem o rege, que é James Blake, um ex-tenista, mudar: "Vou tomar uma decisão. Esperava que ele tivesse tomado uma posição, mas não o fez"

  • O Caldas é o vencedor da Taça de Portugal

    Futebol nacional

    O Desportivo das Aves irá, pela primeira vez, jogar a final do Jamor, porque venceu (1-2) nas Caldas da Rainha. Mas é a equipa da terceira divisão, com os seus professores, os estudantes e os repositores de armazém que jogam futebol nos tempos livres, que já ganhou antes de todos os outros clubes por ter esticado uma aventura até à sua presença na decisão da Taça de Portugal se resumir a uma questão de golos

  • E agora, já se pode respirar?

    Sporting

    Num jogo com sete golos, três penáltis, muitos remates e praticamente 23 jogadores em campo, com tanto uso que se deu ao VAR, o Sporting foi capaz de sair do Restelo com a vitória (3-4) contra um Belenenses ousado e espetacular. Os leões ficam a três pontos do Benfica e só dependem deles para chegarem ao segundo lugar do campeonato

  • Quem tem medo de perder estará sempre mais perto de perder

    Futebol nacional

    Ou, como quem diz, o Benfica, que fora melhor e mais perigoso na primeira parte do clássico e resolveu, aos poucos e na segunda parte, quase que aceitar a forma como o FC Porto cresceu e se tornou mais intenso. E parte da culpa tem que estar, e esteve, em Rui Vitória, cujas substituições deram os sinais à equipa de que o empate até seria bom - até um pontapé de Herrera, aos 90', lhe dar o mau de uma derrota. O FC Porto ganhou (1-0) e é o novo líder do campeonato, a quatro jornadas do fim

  • NES, de Nuno Espírito de Subida à Premier League

    Futebol internacional

    O Wolverhampton de Nuno Espírito Santo garantiu, este sábado, a promoção à Premier League, mesmo sem jogar. Wolverhampton de NES, dos setes jogadores portugueses que lá jogam e de Jorge Mendes, que os pôs lá. Se a época acabasse como está e as cadeiras não dançassem, no próximo ano veríamos três treinadores portugueses (Nuno Espírito Santo, José Mourinho e Carlos Carvalhal) na primeira divisão inglesa

  • Ups, Red Bull, cortaram as asas ao clube errado

    Futebol internacional

    O patrocínio na camisola é o mesmo, o equipamento é em tudo igual e o símbolo é muito parecido, parecenças justificadas pelo facto de o dinheiro que alimenta o Leipzig e o Salzburgo vir da mesma carteira. Há já algum tempo que a Red Bull tem um plano para ser uma potência no futebol, mas, na quinta-feira, correu-lhe mal: os alemães que têm sido a prioridade para a empresa, perderam, e os austríacos que estavam meio esquecidos, ganharam e estão nas meias-finais da Liga Europa