Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Onsoccer respondeu ao Braga

A transferência de Rafa Silva já se transformou na novela do verão. As partes não se entendem relativamente ao pagamento da comissão de intermediação ao empresário do jogador: €1,6 milhões é o valor da discórdia. Rafa continua sem poder jogar

Expresso

FABRICE COFFRINI/Getty

Partilhar

A confusão está instalada. “O Sporting Clube de Braga, Futebol SAD habilitou contratualmente a ONSOCCER SA e Jussara Correia para a intermediação da transferência de Rafa do SC Braga para o Benfica”.

Foi desta forma que a empresa de António Araújo, empresário de Rafa Silva e detentor da empresa Onsoccer, respondeu ao comunicado divulgado quarta-feira pelo Sporting de Braga (recorde AQUI), desmentindo o que tinham explicado os bracarenses.

O clube presidido por António Salvador afirmava já ter feito todas as cedências possíveis no negócio e acrescentava que não iria pagar uma comissão de intermediação, por alegadamente não ter requisitado os serviços da empresa em questão.

Leia na íntegra o comunicado da Onsoccer

"A administração da ONSOCCER INTERNATIONAL – GESTÃO DE CARREIRAS DESPORTIVAS S.A. e Jussara Correia repudiam veementemente o teor do comunicado hoje divulgado pela Sporting Clube de Braga, Futebol SAD relativo à transferência do atleta "Rafa Silva", desmentindo de forma perentória as afirmações ali veiculadas, por notoriamente falsas, levianas e totalmente desconformes com a realidade e com os compromissos contratuais assumidos por aquela SAD.

Esclarece-se que a ONSOCCER SA e Jussara Correia foram habilitados prévia e contratualmente pela Sporting Clube de Braga, Futebol SAD para intermediar a transferência entre Clubes do referido Jogador, auferindo a correspondente remuneração e que, única e exclusivamente, por via da sua ação, em representação e no interesse da Sporting Clube de Braga SAD, foi possível obter um princípio de acordo com a SL Benfica SAD.

Lastima-se a má-fé e despudor evidenciados pela Sporting Clube de Braga, Futebol SAD, assim como a forma grave e artificiosa com que procura justificar publicamente o incumprimento das suas obrigações contratuais, após ter como certos os resultados pretendidos!

Por fim informa-se que a ONSOCCER SA e Jussara Correia se reservam no direito de agir judicialmente contra a Administração da Sporting Clube de Braga, Futebol SAD por tão graves e difamatórias afirmações!"