Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Rui Vitória: "Se há coisa que não sou é tonto"

Ficou contente por os que entraram na segunda parte terem marcado e sido importantes. De resto, nada deverá alegrar Rui Vitória. O treinador do Benfica disse e repetiu que os erros "pagam-se caro a este nível" após a derrota (4-2) dos encarnados em Nápoles

Expresso

Comentários

PATRICIA DE MELO MOREIRA

Partilhar

A primeira parte

“É evidente que, perder, nunca esperávamos. Nem sofrer quatro golos. Acaba por ser um jogo ingrato. Fizemos uma primeira parte com personalidade, dividida, com duas oportunidades que não materializamos. E, a este nível, isso paga-se caro.”

O início da segunda

“Tivemos 10 minutos de desconcentração coletiva, que acabam por ser muito penalizadores para nós. Acabámos por fazer dois golos, o que minimiza o que foi o desempenho, mas acaba por ser um jogo ingrato, porque a equipa teve personalidade. Mas apanhamos uma equipa matreira, à italiana, que aproveita muito bem os erros que a outra comete. Daí este resultado.”

O onze inicial

“Se há coisa que não sou é tonto. Quando preparo uma equipa é com base em muita análise e discussão. E tenho a máxima confiança em todos e aqueles que entraram eram aqueles que entendíamos dar garantias. O futebol tem destas coisas, é importante que quem entre, acrescente e marque. O grande foco era aumentar os índices de agressividade na zona central do campo e condicionar muito a fase de construção da equipa do Nápoles. Isso aconteceu. Ao mesmo tempo que circulávamos bem a bola e tínhamos personalidade com a bola, para desgastar o adversário. Mas acabamos por cometemos erros e isso pagámos por eles. Não põe em causa o desempenho dos jogadores e a estratégia que achávamos ser a melhor”.

Golos de bola parada

“Não direi que nos preocupa, mas estamos atentos. Também sabíamos como eles marcavam os cantos e era uma das situações que tínhamos estudado. Foi um jogo, de certa forma, em que o adversário aproveitou muito bem os nossos erros. Nós trabalhamos todos os aspetos que achamos pertinentes para cada jogo.”