Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

O capitão marcou e viu "a garatoda" a não desistir durante 90 minutos

Luisão, que marcou o golo da vitória contra o 1º Dezembro na última jogada da partida, disse no final que sempre teve a cabeça no Benfica e que não festejou com raiva, mas sim com satisfação

Expresso

MANUEL DE ALMEIDA/Lusa

Partilhar

O jogo, que foi difícil

"Não houve demérito nenhum. Até estranho essa palavra na pergunta, porque este foi um jogo difícil e a gente preparou-se muito para vencer a eliminatória. Esta é uma festa bonita da Taça de Portugal, onde as equipas de outro escalão conseguem competir com as do primeiro escalão. Tivemos muita humildade durante os 90 minutos para não desistir."

Houve relaxamento?

"De maneira alguma, o nível que a gente treina já é exigente. Lógico que tivemos dificuldades, mas os que jogam mais tempo também as encontram."

O festejo do golo

«Não é raiva, é satisfação. Vi durante 90 minutos a 'garotada' a não desistir, o Zé [Gomes] com 17 anos a lutar e a não desistir de uma bola. Os adeptos a apoiar. Foi um sentimento de dever cumprido e de ajudar os companheiros.»

A cabeça que está por cá

“O que aconteceu é o que venho fazendo há 14 anos, trabalho todos os dias e o Benfica a dar total apoio. Fico sempre à disposição. O Benfica está acima de tudo e de qualquer jogador. Eu sempre tive a cabeça no Benfica.»