Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

A versão do et pluribus unum nas 556 palavras de Vieira

O presidente do Benfica discursou após a vitória esperada nas eleições do clube e falou em compromisso e união - e pediu que os benfiquistas se fizessem sócios porque só juntos chegarão ainda mais longe. Leia o que disse Luís Filipe Vieira

Expresso

MANUEL DE ALMEIDA/ Lusa

Partilhar

Sócios, orgulho e continuidade. Estas foram as palavras-chave de Luís Filipe Vieira no discurso de vitória, após ter sido novamente eleito presidente do Benfica. Em 556 palavras, agradeceu o apoio e felicitou os sócios que foram votar apesar de só haver uma lista na corrida à presidência do clube.

“Tenho muito orgulho em continuar a ser presidente do Sport Lisboa e Benfica”, arrancou. “Quero começar por saudar o exemplo que os sócios do Benfica deram hoje. Com uma única lista a votos, poderia haver a tentação de ficarem em casa, de entender que não valia a pena participar, de entender que, fosse qual fosse o nível de participação, o resultado seria igual. Não seria!”, continuou.

Luís Filipe Vieira foi esta quinta-feira à noite reconduzido à presidência do Benfica com 95,52% dos votos dos eleitores benfiquistas. Desde 2003 que está na liderança do clube e agora já é oficial que por lá continuará até 2020.

Segundo clube, a eleição para o 34º presidente teve a sexta maior afluência, com 13 257 associados a exercerem o direito nos vários locais espalhados pelo País ou através do site oficial. “São o melhor sinal da vitalidade e da responsabilidade com que assumem a vossa liga-ção ao Sport Lisboa e Benfica”.

Vieira, que diz assumir o cargo com a “mesma ambição e humildade” de há 13 anos mas mais “maduro e experiente”, referiu que o resultado do sufrágio é “sinal de confiança e de reconhecimento por tudo o que foi feito” e é “ uma marca de responsabilidade em relação ao futuro”.

Insistiu que é preciso continuar o trabalho dos últimos anos e ter“a mesma determinação”. Mas alertou: o “menor descuido, qualquer sinal de conformismo ou de satisfação pelo que já fizemos será também o primeiro sinal de retrocesso”. Quer mais sócios a participarem na vida do clube, pois sem eles “não faz sentido”, quer combinar o sucesso económico com o desempenho desportivo e baixar o passivo.

“Temos, e é bom que o diga com clareza, de manter a liderança no futebol português. O Benfica sempre se construiu na pluralidade. Nunca se construiu dividindo. Nunca se construiu separando. E, sempre que estivemos unidos, os resultados apareceram. Continuemos assim”, concluiu Vieira.

  • Você votaria neste homem?

    Benfica

    Calmo e tranquilo, Luís Filipe Vieira vai para o quinto mandato à frente do Benfica. O presidente é esta quinta-feira reeleito sem oposição, pela segunda vez, e fazemos um balanço do que foram os últimos quatro anos do clube com LFV. Houve muitas coisas boas, as que fazem com que ninguém tente, sequer, competir com ele. Mas as más, como o passivo, os vouchers e o museu