Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Rui Vitória: o O2, o alimento e a força

O treinador do Benfica falou de oxigénio, da ineficácia que alimentou o adversário e da sua equipa, que cada vez está “mais forte”

Expresso

OZAN KOSE

Partilhar

O oxigénio

“É futebol, é Liga dos Campeões. Da mesma forma que fizemos trÊs golos, o adversário também fez. Demos oxigénio ao nosso adversário. Mas queria realçar a postura que tivemos. Os pormenores alimentou-se daquilo que nós não conseguimos materializar. Esta fase vai ser discutida até ao limite”.

A reação

“Não vale a pena fazer muitas análises. O adversário reagiu, teve o seu mérito. Sim, devíamos ter tido mais controlo em algumas zonas, mas, lá está, o adversário alimentou-se daquilo que nós não conseguimos materializar.”.

E a força

“Poderíamos ter somado os três pontos, não aconteceu. Estamos cada vez mais fortes”