Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Rui Vitória também não gostou da primeira parte: “Ritmo muito baixo”

Não cairam bem ao treinador do Benfica os primeiros 45 minutos que a equipa fez contra o Real e Rui Vitória fez questão de transmitir isso no balneário, contou, no final da partida

Expresso

TIAGO PETINGA/LUSA

Partilhar

O resumo que fez do jogo

"Missão cumprida da equipa que tinha a responsabilidade de ganhar. Quero começar por dar uma palavra de apreço ao Real, porque dificultou a tarefa na primeira fase da partida. Estes jogos servem para mostrar a qualidade que há no nosso futebol, nos campeonatos mais baixos. Na primeira parte tivemos ritmo mais baixo do que gostava, na segunda marcámos três golos e ficou uma vitória inteiramente justa."

A falta de ritmo na primeira parte

"É típico acontecer em alguns jogos, porque são muito variados: um muito intenso, outro logo a seguir com menos dificuldade. Também os jogadores têm de se mentalizar para o que é o futebol português. Veem que é Taça e com um clube de escalão abaixo. Tirando esse aspeto da primeira parte, fomos mais incisivos na segunda."

A troca de Carrillo por Guedes ao intervalo

"A substituição do Carrillo não teve a ver com má exibição. Se fosse por aí, tirava mais jogadores. Teve a ver com características. Não gostei da primeira parte e transmiti isso. É um processo normal, que percebo."

E Jonas, que voltou a não ser convocado

"Jonas ausente. Regressão? É uma situação que tem de ser observada dia a dia. Disse que podia estar 20 por cento dentro, mas não podemos recuperar riscos.»"