Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Pizzi, o homem que tocou mais na bola: "Viu-se uma equipa com vontade de jogar bom futebol"

O médio do Benfica foi quem mais vezes (102) tocou na bola em campo e, no final do jogo, disse que foi normal a equipa fazer a gestão do resultado na segunda parte. Pizzi sublinhou que os encarnados tiveram vontade de ter a bola

Expresso

PATRICIA DE MELO MOREIRA

Partilhar

O resumo do jogo

"Acho que desde o primeiro momento que tivemos vontade de vencer e de conquistar os três pontos. Foi isso que se viu, uma equipa personalizada, com vontade de ter a bola e de jogar um bom futebol. Conseguimos fazer dois golos na primera parte, inteiramente justos. Na segunda parte, foi uma gestão eficaz do jogo que nos permitiu ter uma boa vitória num estádio que é sempre complicado".

"Acabam por ser mais três pontos num campo tradicionalmente complicado, contra uma excelente equipa, que tem um excelente ambiente aqui neste estádio."

A gestão das coisas na segunda parte

"Quando estás a ganhar 2-0, é normal que, inconscientemente, as coisas vão para esse lado. Mas a equipa entrou focada, com enorme vontade de vencer e de dar uma alegria aos nossos adeptos. Foi uma excelente vitória e um bom espetáculo de futebol."

A relação entre ele e Jonas

"O Jonas, obviamente, é um excelente jogador. Toda a gente sabe a qualidade que ele tem e o futebol que nos proporciona. Mas acho que todos os jogadores são importantes, os que jogaram e os que ficaram no banco. Hoje foram o Jonas e o Mitroglou a fazer os golos, mas o importante é a vitória da equipa. É bom que eles estejam bem e confiantes, é bom para eles e é bom para nós. Estão todos de parabéns."

Partilhar