Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Arnaldo Teixeira: “Vai haver luta até ao último segundo da última jornada”

O técnico encarnado explica que a equipa procurou “todas as soluções” para fazer golo, “mas não conseguiu”

Expresso

CARLOS COSTA/Getty

Partilhar

O treinador-adjunto do Benfica, Arnaldo Teixeira, após a derrota da sua equipa por 1-0 com o Vitória de Setúbal, afirmou que “cada jogo tem o seu contexto e que não há picos de forma”.

"Nós, treinador, equipa, jogadores, procuramos encontrar as melhores soluções para o contexto. Hoje não foi possível", referiu o técnico que substituiu Rui Vitória, suspenso pela Liga.

Arnaldo Teixeira destacou ainda que o golo do adversário resultou “do único remate enquadrado” que a equipa fez. Mas salientou que “há que dar mérito" à equipa do Vitória: "Soube sofrer, teve atitude, fechou bem os espaços. Procurámos de todas as maneiras um golo e desbloquear o jogo".

"No nosso clube não há palavras como pressão ou euforia. Sabemos que o campeonato vai ser longo e difícil, mas vai ter luta até ao último segundo da última jornada e nós estamos preparados para isso”, garantiu o treinador encarnado, que sublinhou que "os jogadores foram inexcedíveis e incansáveis desde o primeiro minuto".

"Logo no princípio temos duas oportunidades e não concretizámos, e aos 90’+5 continuámos em cima do V. Setúbal. Agora estamos tristes, não é isto que queremos e não é para isto que trabalhamos. Mas o futuro faz-se a caminhar e nós vamos continuar o nosso caminho", frisou Teixeira, que admite que a ausência de Rui Vitória pode influênciar o jogo do Benfica: "O líder é o líder. É evidente que afeta de alguma forma a sua não-presença no banco. Agora em relação às ideias somos uma equipa técnica, perfeitamente enquadrados dentro da cabeça do próprio Rui e portanto conseguimos com menor ou maior dificuldade resolver essas situações".