Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Vitória elogia Feirense e André Almeida, o “apaga-fogos que qualquer treinador gosta de ter”

“Campo difícil” e um jogo “muito bem disputado que merecia mais golos, dos dois lados”. O Feirense “é uma equipa bem organizada e com critério na saída para o ataque”, mas foi uma “vitória justa” para o Benfica. Palavras de Rui Vitória

Expresso

MÁRIO CRUZ/LUSA

Partilhar

“Campo difícil” e um jogo “muito bem disputado que merecia mais golos, dos dois lados”. O Feirense “é uma equipa bem organizada e com critério na saída para o ataque”, e no jogo deste sábado “bateu-se bem”. Foi, no entanto, uma “vitória justa” para o Benfica, nas palavras de Rui Vitória.

Em declarações à SportTV após o final do encontro disputado em Santa Maria da Feira, o treinador do Benfica elogiou a prestação da equipa adversária e reconheceu algumas dificuldades. “Tornou-se mais complicado porque não matámos a partida depois do 1-0 e isso fez com que o Feirense acreditasse até ao fim”. Elogiou também André Almeida, que entrou para o lugar de Nélson Semedo, que está castigado. “O André é um jogador fantástico que conhece o jogo em variadas posições”. É o jogador que “qualquer treinador gosta de ter” e um “apaga-fogos de grande qualidade”, disse Vitória, citando a expressão usada pelo jornalista do canal desportivo.

Sobre a luta pelo título que FC Porto e Benfica têm disputado de forma renhida, Rui Vitória garantiu que não está “preocupado com os outros”. “O nosso foco é em nós, naquilo que temos de fazer, cada jogo é uma final para nós. A pressão no Benfica é usual e tem de ser assim, os outros não importam no nosso foco. A partir de agora é virar a página e pensar no jogo com o Dortmund”, disse.