Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Uma história sobre o tetra que o Benfica perdeu pela diferença de golos

Foi há 39 anos que o Benfica teve a última oportunidade para ser tetracampeão. Em 1977/78 não o conseguiu ser, apesar de não ter perdido um jogo e de ter acabado com os mesmos pontos do FC Porto, que venceria o campeonato. António Fidalgo era o habitual suplente de Manuel Bento, mas foi o titular no jogo das Antas que, a três jornadas do fim, decidiu tudo. E contou-nos o porquê de ter sido a última partida desse campeonato a fazê-lo querer sair do clube da Luz, um ano depois

Diogo Pombo

António Fidalgo esteve em cinco jogos do Benfica para o campeonato em 1977/78

foto a capital

Partilhar

Perder um campeonato em que a equipa acaba sem derrotas e com os mesmos pontos que o FC Porto: qual foi a sensação?
É verdade, acabámos sem derrotas, com muitos poucos golos sofridos [foram 11] e só fiz três jogos, salvo erro. Mas joguei aquele célebre jogo nas Antas, em que o empate permitiu ao FC Porto ser campeão.

Até houve um autogolo.
Sim, foi quase a acabar. Houve um livre à entrada da área, depois houve um alívio do Alberto, se não me engano, e o Ademir, de recarga, marcou o golo.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)

Partilhar