Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Quem vai à baliza? Os quatro guarda-redes que os encarnados estão a tentar seduzir

Mile Svilar, Tomás Vaclík, Rafael Cabral e Miguel Silva. Eis os guarda-redes namorados pelo Benfica

Expresso

TOBIAS SCHWARZ

Partilhar

Ederson vai deixar saudades na baliza dos encarnados, mas os milhões oferecidos pelo Manchester City falaram mais alto. Júlio César é bom, mas já não tem capacidade física para render uma época inteira.

A derrota com o Young Boys deixou o alerta e o Benfica lançou-se na caça de guarda-redes. Passado apenas cinco dias, os encarnados já compilaram uma lista com quatro nomes para o lugar vago na baliza, avança o “Record” esta sexta-feira.

Mile Svilar, guarda-redes de 17 anos do Anderlecht, foi o primeiro nome a ser avançado esta semana. Segundo o belga, uma transferência para a Luz seria uma boa oportunidade para a sua carreira. “Não sei o que se passa [nas negociações de compra]. Tenho mais um ano de contrato[com o Anderlecht] e vamos ver o que acontece até ao final de agosto. Mas claro que conheço o Benfica. É um grande clube”, assumiu Svilar, em declarações ao desportivo.

A seguir, surgiu Tomás Vaclík, guarda-redes checo do Basileia. “É muito bom saber que estão interessados em mim. Vamos ver o que acontece. Ouvi dizer que o Basileia está a pedir 10 milhões de euros e também vi que escreveram isso no vosso jornal. Seria muito bom, mas vamos ver”, confessou o jogador.

Para além destes dois nomes estrangeiros, o Benfica está também a estudar alguns portugueses.

Rafael Cabral, guarda-redes do Nápoles com 27 anos, tem sido suplente no clube e está com vontade de sair. De acordo com o “Record”, o clube napolitano pode vender o jogador com celeridade e a baixo custo, pois este já só tem mais um ano de contrato.

O outro português é Miguel Silva, 22 anos, que alinha pelo Vitória de Guimarães. O negócio poderá ser facilitado, tendo em conta as boas relações que o Benfica tem com o clube.