Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Luís Bernardo: “O Benfica não estava preparado para lidar com o crime organizado”

O diretor de comunicação do Benfica deu uma entrevista ao programa Bola Branca, da Rádio Renascença, na qual abordou as buscas efetuadas pela PJ às instalações do clube. E atacou o FC Porto

Expresso

PATRICIA DE MELO MOREIRA

Partilhar

Luís Bernardo, diretor de comunicação do Benfica, deu uma entrevista ao programa Bola Branca, da Rádio Renascença, e não se coibiu de atacar o rival FC Porto: “O Benfica não estava preparado para lidar com o crime organizado. Quem nos acusa tem um passado ligado a processos, como a acusação do director-geral do FC Porto, Luís Gonçalves ao árbitro Hugo Miguel, a quem disse que a sua carreira ia ser curta e inclusivamente desceu de divisão. Ou a ameaça do presidente do FC Porto ao árbitro Rui Costa, a quem disse que lhe ia tratar da saúde. As ameaças no centro de treino dos árbitros”.

Sobre as buscas efetuadas pela PJ às instalações do clube, Luís Bernardo disse o seguinte: “Custa-nos a entender como nada se sabe destes processos. E a investigação que decorre, que visa verificar de que forma foi violada a correspondência informática interna do Benfica, e como o FC Porto teve acesso a essa informação”. O responsável da comunicação do clube espera que a Justiça seja “célere” e voltou a visar os adversários: “O que se verifica é que há um ambiente de condicionamento e pressão sobre as equipas de arbitragem. Esse foi um dos principais objectivos desta campanha. Em relação ao rendimento da equipa do Benfica, temos um grupo muito profissional e organizado. Uma equipa que tem conseguido grandes resultados, que ganhou 12 dos últimos 16 títulos”