Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Rui Vitória: "Não estou cá com essa preocupação da minha imagem. Mas, aqui, a fase de grupos só passa quem cá está"

O treinador do Benfica lançou o jogo de terça-feira com o Basileia que conta apenas para cumprir calendário, já que os encarnados estão eliminados das competições europeias

Expresso

MAXIM SHIPENKOV

Partilhar

A SUA IMAGEM

"Isso não é algo que me preocupe, não estou cá com essa preocupação. Quero é fazer o melhor possível. Não correu bem, e já analisámos isso, errámos, agora é olhar em frente porque os cinco jogos que ficaram para trás já não vão mudar. Mas só passa esta fase de grupos quem cá está. Quem cá não está, não passa de certeza.

DAR LUGAR A OUTROS

"É um jogo de Champions, a este nível não há jogos fáceis. É um jogo diferente do que queríamos, queríamos era estar a disputar o apuramento. Vamos aproveitar para outros objetivos. O primeiro é somar três pontos, depois possibilitar que alguns jogadores que não têm jogado tanto e não jogaram este fim de semana possam jogar, apresentar. Mudando algumas peças, as ideias vão lá estar e os jogadores vão dizer ao treinador que não temos só 11 jogadores mas um plantel inteiro."

MOTIVAÇÃO

"Motivar.... Motivar é ter outros objetivos que não só a questão pontual e temos alguns, como dar dar continuidade ao que temos vindo a fazer, mostrar que o que fizemos na Champions foi fruto das circunstâncias. E mostrar que estes jogadores têm capacidade e que podemos contar com eles."

RAFA

"Temos um lote de jogadores muito equilibrado, fundamentalmente nas alas, onde joga o Rafa. Muitas vezes não podemos estar com essa preocupação, apesar de eu ser um treinador que olho para esses aspetos que envolvem o próprio jogador. Muitas vezes os jogadores que vão para o campo são os melhores pelo que mostraram. Se o Rafa não entrou, entendi que naquela altura não estavam reunidas as condições para que isso acontecesse. Não tem nada a ver com ele ter mais valor ou menos valor. Não podemos olhar para isto de uma forma tão individualizada. A questão dos jogadores nas alas é interessante, porque todos eles têm muita capacidade de conquista. Não houve ainda oportunidade de o Rafa se cimentar. Há um caminho a fazer: é trabalhar, esperar que surja a oportunidade e tentar agarrar."

O BASILEIA

"Isso do favoritismo tem de ser dentro do campo, certo é que o Basileia está a disputar o apuramento e nós não. Temos potencial para fazer mais mas estas questões são sempre relativas e se calhar o Basileia foi mais esperto e nós não fomos, teve mais sorte, mais eficácia… A verdade é que está à nossa frente e nesse sentido, pela questão pontual… Não espero que cheguem aqui e estejam preocupados em mostrar qualidade de jogo ou fazer coisas maravilhosas. Estou, sim, à espera de uma equipa matreira, que jogue no nosso erro".