Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Rui Vitória e as suspeitas de jogos combinados: "Não admito que se mexa naquilo que é o trabalho dos meus jogadores, no meu trabalho"

Treinador do Benfica defendeu o clube e os seus jogadores face às suspeitas que esta semana recaíram no clube da Luz. Na antevisão ao dérbi de quarta-feira, Vitória revelou ainda que Grimaldo está convocado, mas não se o espanhol estará ou não entre os titulares

Expresso

DARREN STAPLES/ Reuters

Partilhar

Jogo sempre difícil

“É um dérbi, um jogo centenário, com duas equipas de enorme qualidade. Será difícil para qualquer uma das partes. Esperemos que sejamos nós a ganhar, mas temos noção de que as duas equipas vão ter dificuldades. Será um jogo apetecível para toda a gente e espero que os benfiquistas saiam daqui satisfeitos”

Luisão e Grimaldo vão a jogo?

“O Luisão ainda não, o Grimaldo está na convocatória e amanhã logo vemos”

Pressão para vencer

“Não coloco as coisas dessas maneira. Já fizemos muitos jogos assim, são sempre jogos intensos, disputados, com adrenalina no limite. Temos noção do que podemos fazer: são duas equipas que se respeitam, mas ainda ficam a faltar 18 jornadas, depois deste jogo haverá muito campeonato pela frente”

Enfrentar a saída das restantes provas

“Quando as situações são factuais não há que lamentar. Há que pensar como vamos dar os passos seguintes. Temos esse sentimento, mas há um jogo amanhã e o campeonato, que é um objetivo que temos. Ninguém varre a poeira para debaixo do tapete, toda a gente tem noção do que se passou, mas temos um jogo pela frente”

Impacto das investigações ao clube no plantel

“A facilidade com que se levanta a poeira e se deixa o pó andar no ar… ninguém pensa nas consequências, nos jogadores, nos treinadores, nas famílias envolvidas. Eu não admito que se mexa naquilo que é o trabalho dos meus jogadores, no meu trabalho e até de outros jogadores e treinadores que já estiveram cá antes. Não se batem recordes, não se fazem exibições como aquelas que fizemos ao longo destes anos de ânimo leve. Estou aqui a falar por toda uma estrutura e até por gente que já não está cá. Isto foi conseguido com muito sacrifício e qualidade, muitas horas focados nos objetivos”

“Isto já não é um ataque ao presidente, ao treinador, aos jogadores: é uma afronta ao coração do Benfica, é feito para nos dividir”