Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Luís Filipe Vieira: “Estou de consciência totalmente tranquila. Não pratiquei qualquer ilícito que me possa ser imputado”

O presidente do Benfica reagiu, em comunicado publicado no site do clube, ao seu envolvimento na Operação "Lex"

Expresso

Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica

António Pedro Santos/Lusa

Partilhar

"De consciência totalmente tranquila". É assim que Luís Filipe Vieira garante estar, num comunicado publicado esta sexta-feira no site oficial do Benfica.

“No decurso desta semana, o meu nome tem sido associado a um processo judicial que tem alimentado as mais diversas especulações, algumas já desmentidas, sobre factos respeitantes à minha vida pessoal e enquanto Presidente do Sport Lisboa e Benfica", começa o texto.

"Afirmo, de forma perentória, que estou de consciência totalmente tranquila. Não pratiquei qualquer ilícito que me possa ser imputado. É, aliás, com enorme estupefação, que vejo o meu nome associado a este processo", assegura Luís Filipe Vieira, um dos arguidos da "Operação Lex".

"Nunca, ao longo dos meus sucessivos mandatos como dirigente e Presidente do SLB, confundi ou misturei a minha vida pessoal e profissional com a instituição Sport Lisboa e Benfica. Confio na Justiça. Espero e exijo dela a pronta reposição e esclarecimento da verdade", continua o texto.

"Por último, quero transmitir a todos os meus amigos, a todos os benfiquistas e aos portugueses em geral que nada temo e que estou tranquilo porque estou seguro da minha conduta em todos os domínios da minha vida”, concluiu.

A Procuradoria Geral da República confirmou ao Expresso, quarta-feira, que Luís Filipe Vieira e Fernando Tavares, respetivamente presidente e vice-presidente do Benfica, estão entre os 12 arguidos no âmbito da “Operação Lex”. Ambos estão, assim, envolvidos num processo em que se investigam os crimes de tráfico de influência, de corrupção, recebimento indevido de vantagem, de branqueamento e de fraude fiscal.