Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Rui Vitória e o VAR: “Temos a casa a arder, temos as mangueiras prontas, mas os extintores estão amolgados”

Na antevisão do jogo de sábado na Mata Real com o Paços de Ferreira (20h30 Sport TV1), o treinador dos encarnados admite que vai ser um jogo difícil mas que o Benfica quer muito ganhar

Cátia Leitão

NurPhoto

Partilhar

O treinador do Benfica falou hoje sobre a deslocação dos encarnados à Mata Real em conferência de imprensa. Rui Vitória referiu que os pontos são importantes para as duas equipas e que vão ambas lutar pelo mesmo: sair do jogo com três pontos.

“Os pontos são importantes para todos, os objetivos é que diferem. O Paços vem de três derrotas e de certeza que vai querer pontuar. Sabemos que vamos encontrar uma equipa com jogadores de qualidade, os jogadores têm critério no que fazem e o treinador vai querer ganhar. Mas nós vamos para o campo pôr em prática aquilo que são as nossas caracteristicas e qualidades neste momento”, garantiu.

Como seria de esperar, as últimas atuações do VAR vieram à baila e Rui Vitória quis dar a sua opinião.

“Eu vou dar a minha opinião como treinador, não tem nada a ver com críticas, é uma opinião generalizada. De facto, foi uma semana conturbada e eu sinto-me na obrigação de falar sobre isso. Desde que começou esta história do VAR que é fundamental que os árbitros entendam de uma vez por todas que temos de ter consciência das nossas decisões. Todas as decisões que qualquer árbitro tome têm de ser tomadas com um rigor enorme. porque em apenas dois minutos pode haver consequências para muita gente. Por isso é preciso ter a máxima atenção, a máxima concentração e o máximo rigor. Não aceito muito facilmente decisões tomadas com negligência e leviandade”.

E acrescentou ainda, com direito a analogias e tudo, que é preciso haver bom senso na arbitragem. “Temos a casa a arder, temos focos de incêndio, temos as mangueiras e os baldes de águas prontos a intervir, mas temos os extintores amolgados. Não nos vamos esconder atrás dos protocolos, disto e daquilo e deixar que isto vá andando como está. Esta questão das dores de crescimento já chega, já passou. Ou somos só pioneiros porque interessa e não podemos acrescentar mais nada? Andamos aqui todos no seja o que Deus quiser. Eu sei bem o que é que custa um ponto ou um golo”.

Com o estádio completamente lotado, Rui Vitória admite que o Paços não vai querer sair sem pontos. "Temos de entrar na Mata Real com convicção porque sabemos que vamos encontrar uma equipa difícil, que está a querer aceitar as ideias do seu treinador e pô-las em prática portanto vai ter boas ideias para jogar. Nós vamos lá com uma grande ambição, evidentemente, porque é isso que nos tem caracterizado nos últimos jogos: é querer ganhar muito, é querer ganhar continuamente e jogar bem. É isso que vamos fazer."

O Benfica está neste momento em terceiro lugar, em pé de igualdade com o Sporting, e conta com 56 pontos. Vai este fim-de-semana deslocar-se a casa do Paços de Ferreira, 13º classificado, para a 24º jornada da I Liga.