Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Rui Vitória volta a Paços pela sétima vez. O que aconteceu nas outras seis?

Depois do nulo na época passada, Paços vai ter lotação esgotada para receber os encarnados, num jogo que leva Rui Vitória à antiga casa (sábado, 20h30, Sport tv1)

Cátia Leitão

Icon Sport

Partilhar

A 24º jornada da Liga leva o Benfica à Mata Real numa noite em que os encarnados tentam esquecer o nulo da última passagem pela Capital do Móvel.

Enquanto o Benfica luta pelo primeiro lugar do campeonato, o Paços de Ferreira luta para não descer. Os encarnados estão no terceiro lugar, atrás do FC Porto e do Sporting, com 56 pontos - 17 vitórias, 5 empates e uma derrota. Já a equipa da casa está em 13.º lugar na luta contra a descida, com 21 pontos - os mesmos que Estoril, Belenenses e Desportivo das Aves.

O confronto

As duas equipas já se encontraram 46 vezes e, no confronto direto, os benfiquistas saem claramente em vantagem com 37 vitórias contra 4 dos pacenses. Empates foram cinco. Também em golos, o Paços é derrotado (e por muito) pelo adversário: 36 golos marcados contra 119 golos sofridos.

Mas, o jogo vai ser na Mata Real e aí o caso muda de figura. Porquê? Porque os jogos na ‘Capital do Móvel’ normalmente trazem alguns problemas aos encarnados.

Em 19 deslocações ao campo dos pacenses, o Benfica soma 12 vitórias, quatro empates e três derrotas, nas épocas de 2001/2002, 2005/2006 e em 2014/2015.

Nos encontros mais recentes, as águias ganharam por 3-1 com golos de Mitroglou, Jonas e Lindelöf, contra um de Diogo Jota, em 2015/2016 e no ano passado sairam da Mata Real com um nulo.

Em casa, os pacenses conseguiram meter 19 bolas na baliza do adversário e sofreram 37 golos.

Os números são, portanto, favoráveis aos visitantes que lutam a todo o custo pela vitória do campeonato, mas não vão ter a vida facilitada. Não basta o fator de o Paços jogar em casa, mas também o facto de precisarem da vitória para se destacar na linha de água que pode chutar a equipa para a 2º divisão.

O 7.º regresso a casa

Esta é a 7º vez que Rui Vitória viaja até à Mata Real como visitante depois de ter comandado as tropas de Paços de Ferreira na época de 2010/2011. O treinador esteve ao serviço dos pacenses em 42 jogos e levou a equipa a um confortável 7º lugar da classificação, a segunda melhor posição que o Paços conseguiu nos últimos 10 anos, sendo apenas passada na época 2012/2013 em que conseguiu a proeza de atingir o 3.º lugar, atrás de FC Porto e Benfica - o Sporting foi 7.º classificado.

O saldo do treinador é mais ou menos equilibrado no que aos regressos à Mata Real diz respeito. Em seis jogos na Capital do Móvel, o treinador saiu vitorioso em três deles, dois pelo Vitória de Guimarães e um pelo Benfica. Além disso, conseguiu dois empates, um por cada uma das equipas, e só sofreu uma derrota, pelo Vitória de Guimarães.