Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Jonas e o "toque" de Luisão: "Disse-me para me focar no jogo, que assim iria render mais"

Avançado brasileiro marcou dois dos golos da vitória do Benfica em Paços de Ferreira

Expresso

MANUEL FERNANDO ARAÚJO/LUSA

Partilhar

O pedido de Vitória

“A 1.ª parte foi equilibrada, levámos um golo no início da partida e eles entraram melhor do que nós, mais fortes. Depois dos 30 minutos da primeira parte equilibrámos este jogo. Fomos para o intervalo a perder por 1-0 e o míster pediu para trocarmos mais a bola, com mais intensidade. Foi o que aconteceu na segunda parte, foi toda nossa. Por isso acabámos por ganhar, com um placar justo”

Substituições

“Temos de ter tranquilidade emocionalmente e foi o que aconteceu. As entrada do Raúl e do Seferovic ajudaram-nos a ter mais jogadores mais próximos da área. Ajudaram-nos muito, trouxeram velocidade, mobilidade e marcámos três golos na parte final. Todo o mundo está de parabéns”

Golos

“Vou muito feliz para casa porque estava a precisar de voltar aos golos. Há essa pressão internamente. Nós somos avançados e vivemos de golos e hoje vou feliz, não só pelos dois golos mas também pelo resultado. Tem sido muito difícil ganhar aqui nos últimos anos”

Luisão

"Ao intervalo disse-me para me focar mais no jogo. Eu também estava a falar muito com o árbitro e, com a paragem, os adversários estavam a perder muito tempo. O Luisão deu-me um ‘toque’ em mim dizendo para focar no jogo e aí sim, iria render mais"

Pressão

"Nestas últimas jornadas há isso com muita tensão e apreensão de todas as partes. Temos trabalhado bem e é importante estar tranquilos mentalmente”