Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Rui Vitória: “Em Portugal as equipas que ganham são colocadas num pedestal, se perdem uma vez é logo um ‘Ai Jesus’”

Em dia de clássico, Rui Vitória fez a antevisão ao próximo jogo do Benfica frente ao Marítimo, desvalorizou o possível resultado e prefere focar-se apenas na sua equipa.

Hugo Miguel Ferreira

MANUEL FERNANDO ARAÚJO/LUSA

Partilhar

O Marítimo

“É um adversário muito eficaz. Não precisa de ir muitas vezes ao ataque para fazer golo. Vai ser uma equipa rigorosa na defesa, a jogar em contra-ataque. Tem um bom treinador e jogadores de valor que vão dar trabalho ao Benfica. O Marítimo passou uma fase complicada, mas soltou as amarras no último jogo. São esses resultados que ajudam a libertar”.

O momento

“Estamos a viver um bom momento, estamos com qualidade e em casa queremos entrar determinados em vencer, com 60 mil nas bancadas. O que se passou foram quatro vitórias que não nos dão garantias de nada. Há um novo desafio, com trabalho e dificuldades pela frente. Em Portugal as equipas quando ganham são colocadas num pedestal, se perdem uma vez é logo um ‘Ai Jesus’ , mas nós não pensamos dessa forma”.

O clássico

“Não faço previsões sobre os outros, não me preocupam. É um jogo mediático como todos os que têm equipas deste nível, mas, para nós, o jogo da jornada é o Benfica-Maritimo.

A lesão

“Não pode ainda integrar a equipa, mas trabalha alegremente todos os dias. Ele mais que ninguém quer recuperar o mais rápido possível”.

Jonas e a seleção

“Não me meto nas decisões dos selecionadores, mas acho que tem todas as condições para ser convocado para a seleção brasileira”.

As finais

“Temos vindo a falar dessas finais, dos jogos importantes e das batalhas, e esta é mais uma. Faltam 10 jogos mas não interessa pensar nos outros se não pensarmos neste. É em nossa casa e queremos muito vencer um adversário que tem qualidade”.