Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

O repúdio pela cobardia: o Expresso e as investigações ao Benfica

Nota da direção do Expresso sobre as investigações ao Benfica

Expresso

Partilhar

Esta terça feira, o canal de televisão do Benfica noticiou uma denúncia anónima entregue na véspera sobre um alegado plano contra o clube orquestrado por clubes rivais, com a conivência do sistema judicial e a participação de jornalistas.

A Justiça suspeita que a denúncia anónima está ligada ao próprio Benfica. Na peça da BTV, o Benfica revela o que ninguém escrevera, identificando nomes de jornalistas supostamente envolvidos no plano. Entre eles, estão jornalistas do Expresso.

A informação da denúncia anónima é caluniosa, mas o que o Benfica fez é pior, é um ataque pessoal que visa intimidar jornalistas identificados, condicionar o seu trabalho e acicatar os adeptos contra eles.

A direção do Expresso repudia atos cobardes ad hominem e defende todos e cada um dos seus jornalistas, e o seu trabalho, no caso da investigação ao Benfica como noutras, como as que já revelaram negócios do Sporting com a Doyen, comissões obscuras em compras de jogadores do FC Porto ou suspeitas de fuga aos impostos de ídolos como Cristiano Ronaldo.

Em todas estas investigações fomos sempre acusados de estar a favor de alguém ou contra outrem. Estamos só a fazer jornalismo. Todas estas investigações não são de A nem de B, são do Expresso. E todas vão prosseguir.

A direção do Expresso