Tribuna Expresso

Perfil

Ciclismo

Roglic, o saltador de esqui foi aos Alpes ganhar a sua primeira etapa no Tour

O vencedor da Volta ao Algarve 2017 ganhou a sua primeira etapa no Tour. A primeira etapa dos Alpes provocou alterações no pódio da geral, com Aru a trocar de lugar com Rigoberto Uran. A etapa 17 fica ainda marcada pela desistência do camisola verde, Marcel Kittel.

FILIPA SILVA

JEFF PACHOUD

Partilhar

Primoz Roglic era até 2011 um bem sucedido saltador de esqui que tomou a decisão de se virar para as bicicletas. Estreou-se nas grandes voltas em 2016, no Giro de Itália, e logo aí ganhou uma etapa.

O ano de 2017 também não podia estar a correr melhor – venceu, por exemplo, a Volta ao Algarve – mas o melhor mesmo aconteceu esta quarta-feira, à chegada a Serre-Chevalier, nos Alpes: Roglic venceu a etapa e foi o primeiro esloveno a ganhar na Volta a França.

O corredor da Lotto-Jumbo foi também o primeiro a passar no Col du Télégraph (1ª categoria) e no Col du Galibier (categoria especial) aproximando-se de Warren Barguil na classificação da montanha. O francês leva 49 pontos de vantagem, mas há 58 pontos para disputar até ao final do Tour.

ARU CAI NA GERAL

A etapa 17 do Tour teve, contudo, outros motivos de interesse, com influência na classificação geral.

Fabio Aru (Astana) cedeu num dos vários ataques de Romain Bardet na subida ao Galibier e se Froome e Uran responderam sempre, o italiano mostrou dificuldades. Cortou a meta a 31 segundos de Roglic e ainda viu Uran (Cannondale) e Froome (Sky) a bonificarem por terem sido, respetivamente, o segundo e terceiro classificados da etapa.

Meintjes (UAE Emirates) e Daniel Martin (Quickstep) chegaram no grupo de Aru e também perderam tempo na geral.

Fabio Aru caiu para o quarto lugar da geral.

Fabio Aru caiu para o quarto lugar da geral.

Chris Graythen

Com as contas fechadas, Caruso (BMC) e Quintana sairam do top ten – o corredor da Movistar voltou a dar nota do seu cansaço e perdeu hoje mais 7 minutos – por troca com Alberto Contador (Trek) e Warren Barguil (Sunweb).

O espanhol ganhou o prémio da combatividade do dia. Contador atacou logo no início da subida à primeira contagem especial do dia, instalada no Col de La Croix de Fer, ainda tentou levar Quintana na roda – sem sucesso – e escalou até à frente da corrida. Por lá andou até que Roglic, a 34 quilómetros da meta, conseguiu descolar e seguir a solo até ao final.

KITTEL ABANDONA

O dia do Tour fica marcado pelo abandono do camisola verde e vencedor de cinco etapas, Marcel Kittel. O alemão viu-se envolvido numa queda, aos 20 quilómetros, e apesar de ter retomado a corrida não recuperou na totalidade e optou por abandonar.

Michael Matthews (Sunweb), vencedor da etapa de ontem e primeiro no sprint intermédio de hoje, veste agora a camisola dos pontos e com Greipel a 150 pontos de distância, só a desistência do australiano deverá pôr em causa a classificação.

ALPES: PARTE II

Esta quinta-feira, o pelotão vai continuar nos Alpes e desta vez a chegada é a subir. A etapa que liga Briançon ao Izoard, tem uma primeira categoria instalada a 50 quilómetros da meta no Col du Vars e outra de categoria especial na meta, no Izoard.

Froome mostrou-se muito seguro ao longo da etapa de hoje. Bardet foi o mais inconformado dos favoritos, com ataques sucessivos na última escalada do dia. Uran é que, como quem não quer a coisa, consegue sempre tirar vantagem (hoje foram 6 segundos de bonificação na meta). E Aru mostrou que já teve melhores dias.

Uma coisa parece certa: a última etapa dos Alpes será muito provavelmente a última oportunidade para tentar ganhar tempo a Froome antes do contra-relógio de sábado. Uran e Bardet estão agora a 27 segundos, Aru a 53 e Landa fecha o quinteto da geral com 1’24 para o líder.