Tribuna Expresso

Perfil

Ciclismo

Militares franceses estragam festa do campeão nacional de contra-relógio. A Volta a Portugal está na estrada

Marque esteve melhor que Veloso no curto prólogo que deu início à 79ª Volta a Portugal em Bicicleta. Damien Gaudin, da Armee de Terre, uma equipa patrocinado pelo Exército francês, é o primeiro camisola amarela da prova.

Filipa Silva

79ª Volta a Portugal em Bicicleta

Partilhar

A Grandíssima começou com um curtíssimo prólogo, esta sexta-feira, em Lisboa. Curto mas duro. O percurso de 5,5 quilómetros, totalmente planos, junto ao Tejo, exigiu aos corredores uma corrida no limite da partida à chegada. Isto, claro, com muito calor à mistura.

Quando Domingos Gonçalves (RP-BOA) cortou a meta com o tempo de 6:26.324, tirando quase 10 segundos ao tempo de Jesus Esquerra (SPO-TAV), que já vigorava há largo tempo como o melhor, parecia impossível retirar ao português, campeão nacional do contra-relógio, a vitória e a correspondente primeira amarela da Volta a Portugal. Não foi assim.

Damien Gaudin, chefe de fila da Armee de Terre, uma equipa patrocinada pelo Exército francês, que está pelo segundo ano na Volta a Portugal, foi o mais forte do pelotão ao concluir o percurso em 06:24.907, deixando para Gonçalves o segundo lugar, por pouco mais de um segundo.

Gaudin, que se juntou à Armee de Terre este ano, depois de já ter feito parte de equipas como a Europcar ou a AG2R, tem participações no Tour, na Vuelta e no Giro.

Marque melhor que Veloso

Entre os favoritos, destaque para a prestação de Alejandro Marque (SPO-TAV). O espanhol fez terceiro no prólogo com o tempo de 06:27.993 e ganhou segundos que podem ser decisivos sobre a concorrência. Foi, aliás, o único dos favoritos a entrar no top ten da etapa.

A W52-FC Porto não conseguiu colocar nenhum corredor nos 10 primeiros. Gustavo Veloso, vencedor de duas edições da Volta e um dos favoritos à vitória na geral, foi 12º com o tempo de 06:38.161, perdendo assim mais de 10 segundos para Marque.

Para Rui Vinhas, vencedor do ano passado, a saída também não foi auspiciosa, muito embora o contra-relógio também não seja a sua especialidade. O corredor acabou na 77ª posição do prólogo, com 07:01.762, mais de 30 segundos perdidos para Marque e 23 para Veloso. Se havia dúvidas sobre quem é o líder da equipa nesta Volta, ficaram dissipadas.

Sérgio Paulinho (Efapel) fez o 15º tempo, a três segundos de Veloso e Raúl Alarcón terminou logo a seguir, em 16º, com 06:42.736.

Primeira etapa este sábado

O pelotão parte este sábado de Vila Franca de Xira rumo Setúbal, numa etapa de 203 quilómetros, essencialmente planos. O dia do pelotão deverá voltar a ser muito marcado pelas altas temperaturas.

Na parte final, será exigido aos corredores um esforço adicional com duas contagens de terceira categoria instaladas no Alto das Necessidades e no Alto da Arrábida.