Tribuna Expresso

Perfil

Ciclismo

Vuelta: Toma lá, dá cá. Depois de Froome, foi a vez de Nibali ceder

Italiano perdeu 21 segundos para o líder na chegada a Santo Toribio de Liébana, numa etapa ganha belga Sander Armée (Lotto-Soudal)

Lídia Paralta Gomes

JAVIER LIZON/EPA

Partilhar

Chris Froome sofreu a bom sofrer na chegada a Los Machucos, perdendo mais de 40 segundos para Vincenzo Nibali e demais concorrência, e não seriam de esperar grandes diferenças até à etapa de sábado, na chegada ao diabólico Alto de l’Angliru.

Mas as contas estão de tal maneira apertadas na Vuelta que qualquer oportunidade de ganhar tempo é de aproveitar. Pensou Alberto Contador. E Froome também.

Se na véspera fora o líder da prova a quebrar, esta quinta-feira foi a vez de Nibali perder preciosos segundos na luta pelo primeiro lugar, não conseguindo acompanhar o ritmo do britânico e principalmente do espanhol na chegada a Santo Toribio de Liébana, uma contagem de montanha de 3.ª categoria aparentemente inofensiva, na qual o primeiro a passar foi o belga Sander Armée (Lotto-Soudal), vencedor da etapa e último resistente de uma fuga de mais de 20 homens que se formou a mais de 100 quilómetros da meta e por onde andou também o português Nelson Oliveira (Movistar).

Sem grandes preocupações com os homens da fuga, todos muito atrasados na geral, foi lá atrás que esteve o interesse da corrida, nomeadamente nas duas últimas contagens de montanha. Entre os favoritos, Contador e Aru foram os primeiros a atacar, ainda longe da meta, mas só o italiano da Astana seguiu, em solitário, esforço que lhe valeu no final subir um lugar na geral, de 9.º para 8.º.

Sander Armée venceu a 18.ª etapa da Vuelta

Sander Armée venceu a 18.ª etapa da Vuelta

JOSE JORDAN/Getty

Na última montanha, Contador voltou a puxar e a Sky aproveitou o ritmo para o ataque de Froome, que viria mesmo a acontecer já dentro do último quilómetro, suficiente para deixar Nibali “apeado”. O italiano da Bahrain perdeu 21 segundos e distância ganha na véspera a Froome quase que se esfumou - está agora nos 1.37m.

Já Contador vai ganhando segundos de etapa para etapa e já está a pouco mais de um minuto do pódio.

Classificação geral após a 18.ª etapa:

1. Chris Froome (Sky), 72:03.50 horas
2. Vincenzo Nibali (Bahrain), a 1.37 minutos
3. Wilco Kelderman (Team Sunweb), a 2.17 m
4. Ilnur Zakarin (Katusha), a 2.29 m
5. Alberto Contador (Trek), a 3.34 m
6. Miguel Angel Lopez (Astana), a 5.16 m
7. Michael Woods (Cannondale), a 6.33 m
8. Fabio Aru (Astana), m.t.
9. Wout Poels (Sky), a 6.47 m
10. Steven Kruijswijk (LottoNL-Jumbo), a 10.26 m

(...)

43. Rui Costa (UAE Emirates), a 1:49.34 h
46. Nelson Oliveira (Movistar), a 1:52.56 h
53. Ricardo Vilela (Manzana Postobon), a 2:14.17 h
135. Rafael Reis (Caja Rural), a 3:56:28 h