Tribuna Expresso

Perfil

Entrevistas Tribuna

Célio Dias: “O meu escritor preferido é Pessoa por dizer que nós somos o povo eleito e escolhido por Deus”

Um dia, Célio Dias deu por si a vaguear na auto-estrada e a delirar. Foi quando a polícia o recolheu. Seguiu-se o diagnóstico, síndrome de esquizofrenia compulsiva, o internamento, no Garcia da Orta, e uma nova vida. O judoca que quer ser mais do que um judoca voltou aos treinos e sente-se preparado para inspirar outros com a sua história nem sempre fácil. E, quem sabe, voltar ao Benfica. Leia a entrevista no Expresso na edição deste sábado

Sara Correia e André Atayde

Partilhar