Euro 2016

Perfil

Platini não vai ao Euro mesmo que seja convidado

O presidente demissionário da UEFA, o francês Michel Platini, "não virá" ao Euro2016, que decorrerá em França, revelaram à AFP fontes ligadas ao ex-dirigente.

Lionel Cironneau

Partilhar

Uma carta "enviada pela FIFA refere que Michel Platini poderá ser convidado como pessoa sem função oficial", tinha revelado esta quarta-feira Jacques Lambert, presidente do comité organizador do Euro2016, a decorrer entre 10 de junho e 10 de julho.

No entanto, fontes ligadas ao antigo capitão da seleção francesa já fizeram saber que "Michel Platini não virá ao Euro".

"A carta da FIFA refere-se apenas ao Euro e chegou a 48 horas do jogo de abertura", acrescentou a fonte.

A justiça interna da FIFA suspendeu Michel Platini de toda a atividade ligada ao futebol por ter recebido 1,8 milhões de euros em 2011, sem contrato escrito, por um trabalho de conselheiro de Joseph Blatter (ex-presidente da FIFA) realizado em 2002.

Suspenso oito anos em primeira instância, Platini viu a sua pena ser reduzida para seis anos em apelo interno na FIFA e depois para quatro pelo Tribunal Arbitral do Desporto (TAS).

Após o veredito do TAS, divulgado a 09 de maio, Platini anunciou a sua demissão de presidente da UEFA, para "continuar o (seu) combate nos tribunais suíços".

Lusa