Euro 2016

Perfil

Portugueses que vão ao Euro 2016 devem informar consulados

Os portugueses que vão para França na altura do Euro 2016, devem "informar as autoridades consulares e consultar os sites dos consulados", avisou hoje o secretário de estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro.

© Gonzalo Fuentes / Reuters

Partilhar

"Importa sempre que os portugueses que se vão deslocar aos locais dos jogos de futebol, procurem informar as autoridades consulares e consultar os 'sites' dos consulados", disse o governante à Agência Lusa na apresentação do novo site do Observatório da Emigração, no Instituto Superior de Lisboa (ISCTE-IUL).

"No caso, o 'site' do consulado de Paris, o 'site' do consulado de Lion e o 'site' do consulado de Bordéus, porque têm jurisdição próxima ou jurisdição territorial sobre os locais onde irão ocorrer os eventos desportivos do europeu de futebol", continuou o secretário de estado sobre o torneio que começa esta sexta-feira em França.

No portal das comunidades, lêem-se mais recomendações como "redobrada vigilância em locais públicos" e atenção a "orientações e recomendações que venham a ser divulgadas pelas autoridades francesas", quase sete meses depois dos atentados de 13 de novembro em Paris.

O secretário de estado das Comunidades Portuguesas elaborou um folheto para o Euro, dirigido aos adeptos portugueses que vão acompanhar os treinos e os jogos da seleção, com informações para quem pretende viajar para França e conselhos para o período de permanência em território francês, sobretudo nos dias dos jogos.

No documento indica-se que "antes de partir", deve-se efetuar o "registo ao viajante" no Portal das Comunidades Portuguesas (www.portaldascomunidades.mne.pt), "enviando um email com os detalhes da sua viagem e, entre outros dados, indicando o nome de um familiar ou amigo a ser contactado em situação de emergência".

Por outro lado, é aconselhado levar o Cartão Europeu de Saúde e Doença válido e assegurar-se que "o documento de identificação e/ou viagem cumpra o período da estadia", assim como "informar-se das medidas de segurança e recomendações em vigor, em particular se pretende assistir aos encontros do Euro 2016, tanto nos estádios quanto nas fan zones".

Acrescenta-se que o viajante deve ponderar "a contratação de um seguro de viagem que inclua assistência médica, roubo, furto e repatriação".

Quanto aos conselhos para quando se encontrar em França, salienta-se que "elementos da Polícia de Segurança Pública, devidamente identificados, estarão fora do estádio para apoio aos adeptos portugueses durante os jogos da Seleção Nacional", alertando que "com o bilhete de ingresso deve levar também documento de identificação válido, que poderá ser exigido à entrada do estádio".

Aconselha-se também a "chegar atempadamente aos estádios ou outros locais de visualização de jogos, evitando a previsível demora nas entradas dos respetivos recintos" e a contactar "o mais rapidamente possível as autoridades francesas" caso se "testemunhe algum incidente ou comportamentos suspeitos".

O documento tem contactos de hospitais, clínicas e autoridades policiais nas cidades de Paris, Lyon e Saint-Etienne, tendo sido elaborado na Direção dos Serviços de Administração Consular e distribuído pelos postos consulares.

O Europeu de futebol decorrerá em França de 10 de junho a 10 de julho, numa competição em que Portugal integra o grupo F, juntamente com a Islândia, Áustria e Hungria.

Lusa