Euro 2016

Perfil

Governo francês garante transportes para o jogo de abertura apesar as greves

As autoridades francesas garantem que não vão renunciar a nenhum meio que tenham à disposição, nem que para isso tenham que recorrer a requisições civis para os grevistas. O presidente do comité organizador do Europeu de futebol França 2016 afirmou hoje que a festa em torno da competição "está já um pouco arruinada", devido às greves e manifestações que estão a afetar vários serviços no país.

© Robert Pratta / Reuters

Partilhar

Apesar da greve que tem afetado o trânsito por todo o país, a sociedade nacional dos caminhos de ferro criou um serviço especial de comboios entre Paris e o estádio em Saint Denis para encaminhar os espetadores.

As autoridades acrescentam que não vão renunciar a nenhum meio que tenham à disposição, nem que para isso tenham que recorrer a requisições civis para os grevistas.

Também hoje a presidente da câmara de Paris prometeu que todo o lixo será retirado da capital, apesar da greve dos trabalhadores de recolha.

Nos últimos meses, França tem sido afetada por dezenas de greves contra o novo código do trabalho.

Organização do Euro 2016 diz que greves "arruínam um pouco a competição"

O presidente do comité organizador do Europeu de futebol França2016 afirmou hoje que a festa em torno da competição "está já um pouco arruinada", devido às greves e manifestações que estão a afetar vários serviços no país.

De alguma forma, a festa está já um pouco arruinada, porque a imagem que estamos a dar do país não é a que queríamos", afirmou Jacques Lambert, numa entrevista à rádio France Inter.

"Esta não é a melhor maneira de acolher os estrangeiros que já estão no nosso país e para os que vão visitar-nos nos próximos dias", referiu o responsável.

No entanto, Jacques Lambert, garantiu que a competição não sofrerá qualquer alteração devido às convulsões sociais, apesar de reconhecer por que poderão existir problemas nas deslocações para os jogos.

"A situação pode ser mais complicada para os espetadores, será uma situação lamentável se alguns dos adeptos não conseguirem circular em França", referiu.

A companhia nacional dos caminhos de ferro pediu hoje a todos os que pretendam deslocar-se para o Stade de France, onde decorrerão a cerimónia de abertura e o primeiro encontro, que antecipem a sua viagem.

A França é a partir de hoje e atá 10 de julho o palco do Europeu de futebol, competição que conta com a participação de 24 seleções, entre as quais Portugal, que se estreia em prova na terça-feira frente à Islândia.

Nos últimos meses, França tem sido afetada por dezenas de greves, contra o novo código do trabalho.

Lusa

Partilhar