Euro 2016

Perfil

Rooney prefere jogar a avançado ou a médio? Nem uma nem outra, diz ele

A Inglaterra estreia-se sábado no Euro-2016, contra a Rússia (20h), e o ambiente na comitiva inglesa não podia estar melhor, a julgar pelas piadas de Wayne Rooney e Roy Hodgson com os jornalistas

SRDJAN SUKI / EPA

Partilhar

Se nesta manhã a conferência de imprensa de Portugal com a presença de Cédric Soares estava marcada para as 10h e começou às 9h45, esta tarde os ingleses fizeram precisamente o oposto: a conversa com os jornalistas, para antever o jogo de amanhã contra a Rússia (o outro jogo do grupo B, País de Gales-Eslováquia, também se disputa amanhã, às 17h), estava marcada para as 17h45, mas os ingleses só chegaram às 18h.

Mas chegaram com boa disposição para dar e vender. Questionado por um jornalista russo com uma loooooonga pergunta só percetível para quem colocava os auscultadores para ouvir a tradução simultânea para inglês, Roy Hodgson sorriu, respirou fundo e respondeu: "Absolutely" ("absolutamente"). Risota geral na sala, incluindo do próprio, que depois lá falou mais a sério. "Ainda não disse aos jogadores quem vai jogar, vou dizer amanhã de manhã na nossa reunião de equipa. Mas sei que estamos prontos", garantiu o selecionador inglês, apesar de ressalvar que "nunca se sabe o que pode acontecer nos 90 minutos de um jogo de futebol".

"Tenho dores de cabeça para escolher a equipa, sim, mas isso é bom. Preparámo-nos muito bem e não posso pedir mais dos jogadores. A falta de experiência da nossa equipa é contrabalançada pela juventude e pelo entusiasmo", disse.

O menos jovem da seleção é o trintão - e capitão - Wayne Rooney, dos poucos a quem não falta experiência internacional. "Como disse o 'boss', estamos preparados e entusiasmados. Estamos prontos para começar a jogar", assegurou o jogador do Manchester United, que não quis responder aos russos, que tinham dito que Rooney já não era o mesmo jogador decisivo de há alguns anos. "Todas as pessoas que vêem futebol têm opinião e podem tê-la. Sei as qualidades que tenho. Jogo futebol há muitos anos e sei que o meu jogo mudou nos últimos tempos, mas acho que mudou para melhor e não para pior", explicou.

Questionado sobre a posição em que prefere jogar, uma vez que começou por ser avançado, mas, recentemente, tem sido utilizado como médio no Manchester United, Rooney respondeu de forma curiosa. "A minha posição preferida é estar no relvado a jogar", disse, provocando sorrisos na sala. "Sim, tenho jogado no meio-campo ultimamente e acho que jogo bem. Não mudei de posição, mudei de forma de jogar", completou, antes de deixar os jornalistas novamente a rir quando, depois de questionado sobre a última vez que tinha jogado em Marselha, encolheu os ombros: "Não me lembro de ter jogado em Marselha".

Também é possível que alguns adeptos não se lembrem bem de Marselha, mas por outras razões. Quinta-feira já de madrugada, cerca de duzentos ingleses provocaram distúrbios na cidade, arremessando cadeiras e envolvendo-se em confrontos com a polícia, que acabou por utilizar gás lacrimógeneo para dispersar a multidão. Na conferência de imprensa, Roy Hodgson evitou falar sobre o assunto: "Não sei bem o que se passou. O que posso dizer é que gostamos do apoio que os adeptos nos dão em todo o lado". E os adeptos não terão sempre expetativas demasiados altas sobre o que Inglaterra pode fazer? "Não creio que esperemos demasiado da seleção, não. Acho que é bom que esperem muito de nós e que acreditem no nosso valor". O problema é que depois...