Euro 2016

Perfil

Polícia identifica 29 adeptos russos que serão expulsos de França

A polícia francesa lançou uma operação na cidade de Mandelieu e identificou 29 adeptos russos, suspeitos de envolvimento nos confrontos de sábado, em Marselha, por ocasião do jogo Rússia e Inglaterra. As detenções aconteceram depois das autoridades intercetarem um autocarro onde seguiam os adeptos da seleção russa. Os adeptos russos que estão sob vigilância da polícia no sul de França vão ser expulsos do país, por representarem uma ameaça para ordem pública.

© Eric Gaillard / Reuters

Partilhar

"Esta operação ocorreu em articulação com os serviços secretos que detinham informações que nos levaram a crer que estes adeptos estiveram em Marselha", afirmou uma fonte das autoridades de Alpes Maritimes.

Os adeptos que foram alvo do controlo preparavam-se para viajar de autocarro com destino a Lille, onde a seleção da Rússia defronta a Eslováquia, na quarta-feira, em jogo da segunda jornada do Grupo B do Euro2016.

Ao longo de todo o fim de semana, antes, durante e depois do jogo em Marselha, registaram-se vários incidentes violentos implicando adeptos russos, ingleses e franceses. Na segunda-feira, 10 pessoas foram julgadas por envolvimento nos confrontos e condenadas a penas até um ano de prisão, mas nenhum russo foi detido.

Os incidentes provocaram 35 feridos, quase todos ingleses. O mais grave permanecia em estado crítico na segunda-feira, mas estável, segundo o procurador de Marselha Brice Robin.

Após as cenas de violência, a UEFA ameaçou a Inglaterra e a Rússia de exclusão do Campeonato Europeu e hoje é esperada uma decisão relativamente à federação russa, devido a incidentes registados com os seus adeptos no Estádio Vélodrome, nomeadamente agressões a adeptos ingleses, comportamento racista, utilização de fumos e arremesso de objetos.

Com Lusa

  • Membro da Federação da Rússia defende confrontos no Euro 2016

    Um membro da Federação de Futebol da Rússia e vice-presidente do Parlamento russo, Igor Lebedev, felicitou os hooligans russos envolvidos nos confrontos de sábado na cidade de Marselha, antes e durante o Rússia-Inglaterra (1-1) e que provocaram 35 feridos, quatro dos quais em estado grave.