Euro 2016

Perfil

Ricardo Carvalho e o dilema da sorte

Portugal 1-1 Islândia. Central português diz que há algo que desequilibrou a normalidade - a sorte

Jason Cairnduff / Reuters

Partilhar

Primeiro, a mensagem de esperança. “Há que sair de cabeça erguida”, disse Ricardo Carvalho à RTP no fim de um jogo que já é considerado a grande surpresa do Euro 2016 - a Islândia conseguiu mais do que a teoria anunciava.

Depois, a interpretação. “Acabámos por não ter sorte”, referiu Ricardo Carvalho, que viu na Islândia o que nos faltou. “A Islândia é uma equipa que joga no erro, muito bola na frente. Acabaram por ter sorte.” Mais: “Tínhamos o jogo controlado. Fomos penalizados no único chuto perigoso da Islândia à baliza”.

E agora? “É continuar com o espírito que temos tido até agora”.

Há mais no sábado, diante da Áustria. Começa às 20h.