Euro 2016

Perfil

UEFA pune Rússia com desqualificação condicional

A UEFA decidiu castigar a Rússia com a desqualificação do Euro 2016, caso aconteça um novo episódio de violência com os adeptos dentro de um estádio. Em causa estão os confrontos registados no passado sábado, no Vélodrome de Marselha.

SIC Notícias

© Robert Pratta / Reuters

Partilhar

Em comunicado, a UEFA anuncia que o órgão disciplinar decidiu aplicar:

"Desqualificação com pena suspensa da seleção russa de futebol do Euro 2016, devido a distúrbios dos adeptos, de acordo com o artigo 20 do regulamento disciplinar".

A decisão diz respeito aos incidentes causados pelos adeptos russos após o apito final da Inglaterra - Rússia (1-1) de sábado, no estádio Vélodrome, em Marselha. Registaram-se agressões, uso de engenhos pirotécnicos e comportamento racista.

A UEFA multou também a Federação russa em 150.000 euros e acrescenta que as decisões são passíveis de recurso.

O órgão máximo do futebol europeu só tem autoridade para o que acontece dentro dos recintos desportivos, o que acontece no exterior é da responsabilidade das autoridades francesas.

Entretanto, a polícia francesa lançou hoje uma operação na cidade de Mandelieu e identificou 29 adeptos russos, suspeitos de envolvimento nos confrontos em Marselha. As detenções aconteceram depois das autoridades intercetarem um autocarro onde seguiam os adeptos da seleção russa.

Os adeptos russos que estão sob vigilância da polícia no sul de França vão ser expulsos do país, por representarem uma ameaça para ordem pública.

Palavras-chave

Partilhar

  • Polícia identifica 29 adeptos russos que serão expulsos de França

    A polícia francesa lançou uma operação na cidade de Mandelieu e identificou 29 adeptos russos, suspeitos de envolvimento nos confrontos de sábado, em Marselha, por ocasião do jogo Rússia e Inglaterra. As detenções aconteceram depois das autoridades intercetarem um autocarro onde seguiam os adeptos da seleção russa. Os adeptos russos que estão sob vigilância da polícia no sul de França vão ser expulsos do país, por representarem uma ameaça para ordem pública.

  • Membro da Federação da Rússia defende confrontos no Euro 2016

    Um membro da Federação de Futebol da Rússia e vice-presidente do Parlamento russo, Igor Lebedev, felicitou os hooligans russos envolvidos nos confrontos de sábado na cidade de Marselha, antes e durante o Rússia-Inglaterra (1-1) e que provocaram 35 feridos, quatro dos quais em estado grave.