Euro 2016

Perfil

Um por um não fizeram onze

Os jogadores utilizados por Fernando Santos analisados à vez, todos de uma vez

Expresso

Foto Clive Brunskill/Getty

Partilhar

Patrício

Um bom par de defesas pelo chão e pelo ar e a impossibilidade de fazer mais e melhor no golo islandês.

Vieirinha

Há uma coisa que ele não pode mudar, que é o físico, pequeno e pouco robusto, fácil de quebrar pelos islandeses. Mas tantos cruzamentos falhados e aquela falha de marcação no golo da Islândia não desculpam o que a Mãe Natureza lhe deu

Pepe

Falhou no golo islandês e teve uma ou outra desatenção na marcação Sigthorsson. Além disso, uma semi-tesourada num adversário revelou que um homem nunca muda o que é.

Ricardo Carvalho

Eu, que caminho para a idade dele, gostava de saber qual o segredo dele para esta aparente eterna juventude. Talvez não haja segredo. Talvez esteja tudo na cabeça dele, que sabe que a velocidade do raciocínio será sempre superior à motora. É por isso que, aos 38 anos, ainda joga em antecipação como se tivesse 28.

R. Guerreiro

Pequenino e com um apelido a condizer, procurou combinar com André Gomes, João Mário, e até Ronaldo, mas raramente conseguiu cruzar em condições para criar perigo. Um jogo assim-assim.

Danilo

Num jogo contra tipos grandes, Danilo sentiu-se bem no corpo a corpo e no jogo aéro. E pronto.

Moutinho

Provavelmente perderá a titularidade no próximo jogo. Num meio-campo cheio de centrocampistas e sem extremos, o futebol de Moutinho torna-se redundante e redondo, porque não o estica e não leva a bola até ao ataque.

André Gomes

Fez a assistência para o golo de Nani e aqui e ali mostrou pormenores de que tem pernas para mais - mas não como extremo.

João Mário

Contra a Inglaterra pareceu um bocadinho cansado e este jogo confirmou que não atravessa o melhor momento físico. Ainda assim, a classe e a capacidade de pensar estão lá - mas não pode estar colado à linha.

Nani

Marcou o golo, teve uma oportunidade para fazer outro (de cabeça, a cruzamento de Ronaldo) e foi engolido no mar islandês.

Ronaldo

O CR7 remata quando e de onde quiser e ninguém pode levar a mal, porque o histórico e a estatística defendem-no contra qualquer argumentário. Mas falhou um golo fácil e perdeu-se em algumas questiúnculas com o árbitro. Rematou sempre mal.

Renato Sanches

Provavelmente, no próximo jogo será titular. Num meio campo a gasóleo ele tem um motor turbo, que arranca melhor e segue em frente. Mexe-se como ninguém e com ele mexe-se o futebol de Portugal.

Quaresma

Fez um remate à figura e abanou a defesa islandesa com alguns truques.

Éder

Será que tocou na bola?

Palavras-chave

Partilhar