Euro 2016

Perfil

Está na hora de agarrar na máquina de cálcular

É da praxe chegarmos a esta altura e estarmos a contar ponto a ponto quais são as hipóteses que temos para passar os grupos.

Expresso

FRANCISCO LEONG

Partilhar

Os dias vão passando e o futuro vai ficando mais claro. Os problemas matemáticos que há uns dias pareciam de impossível resolução começam agora a ser simplificados como que se os x´s e os y´s da equação fossem sendo substituídos por números.

Os possíveis adversários vão ganhando nomes, cores e hinos, e o futuro da selecão portuguesa depende do que acontecer na "final" com a Hungria.

Ora, são estes os cenários:

Vitória

A equipa portuguesa garante a qualificação se vencer o duelo com os húngaros. Caso a Islândia ganhe o seu jogo, será a diferença de golos a decidir quem fica com o primeiro lugar.

Empate

Imagine que a seleção não consegue ultrapassar a defesa da Hungria, a quem o empate garante qualificação.
Fazer 3 pontos em outros tantos jogos deixaria Portugal a depender do que os islandeses fizessem contra a Áustria. Apesar da diferença de golos ser igual, a Islândia tem 2 golos marcados, nós temos 1. Se for a Áustria a vencer o duelo com os nórdicos resta-nos esperar que o nosso terceiro lugar seja um dos melhores.

Derrota

Escusa o leitor de prestar grande atenção a este cenário, sabemos que não vai acontecer mas...

Se Portugal perder só mesmo um milagre nos poderá levar à proxima fase, ficariamos a depender do que acontecesse nos grupos D e F onde ainda é possível que o terceiro classificado acabe com pior pontuação que a da seleção nacional.

O "cruzamento" para os oitavos-final está definido. Portugal ganha o grupo e joga com uma das seleções que mais respeito impõe pela qualidade dos seus jogadores, a Bélgica, ou com a Suécia caso vença o seu último jogo e o impensável não aconteça, a República da Irlanda a golear a Itália. Se por acaso a seleção se ficar pelo segundo lugar vai defrontar a Inglaterra, duelo que já começa a ser um clássico em grandes competições e que boas memórias (as mais recentes) traz aos portugueses.

A vida complica-se com o terceiro lugar, que caso seja um dos quatro melhores, obriga a seleção portuguesa a defrontar o vencedor do grupo D, a decidir-se no Croácia-Espanha.