Euro 2016

Perfil

Chamaram-lhe o golo do século

"Na Gaveta" de hoje lembra aquele golo de van Basten

Adriano Nobre

Partilhar

25 de junho de 1988, Estádio Olímpico de Munique, final do Euro88.

De um lado a União Soviética, do outro a Holanda. Aos 32 minutos a laranja mecânica de Rinus Michels adianta-se no marcador, por intermédio de Ruud Gullit. 1-0, golo. A final segue, como tantas outras finais, até que na segunda parte acontece outra coisa, assinada por Van Basten.

Franz Beckenbauer defendeu, após o jogo, que tinha sido o golo do século.
Passam hoje 28 anos. Esta crónica é esse golo.